F1 – Hamilton e Vettel questionam o processo de tomada de decisões

sábado, 12 de maio de 2018 às 12:34

Lewis Hamilton e Sebastian Vettel

Lewis Hamilton e Sebastian Vettel questionaram o processo de tomada de decisões na Fórmula 1, sugerindo que carros mais lentos em 2019 não ajudarão na qualidade das corridas.

Os chefes da Fórmula 1 concordaram em ajustar os regulamentos do próximo ano para incluir uma asa dianteira simplificada, com um alcance maior e um baixo potencial de arrasto, bem como uma asa traseira mais larga e mais profunda.

Isto foi acordado a fim de promover corridas mais próximas e aumentar a possibilidade dos pilotos poderem fazer manobras de ultrapassagem.

No entanto, isso acontecerá em detrimento dos tempos de volta, com o chefe de assuntos técnicos da Fórmula 1, Nikolas Tombazis, esperando que os carros de 2019 sejam 1,5s mais lentos que os de 2018.

Quando perguntado sobre os tempos de volta mais lentos esperados, Hamilton disse: “Eu acho que neste esporte a tecnologia que estamos desenvolvendo e avançando o tempo todo, vai nos fazer retroceder”.

“Eu não sei se isso é a solução. Não vai fazer qualquer diferença se você nos fizer três segundos ou um segundo e meio mais lento, isso não tornará a corrida melhor”.

“Nós sempre queremos ir mais rápido, queremos melhorar a tecnologia, ultrapassar os limites, uma das coisas mais excitantes deste ano é que estamos quebrando recordes”.

“É incrível que a tecnologia que temos e o que estamos fazendo com ela, [no ano que vem] devamos ser, pelo menos, tão rápidos quanto este ano”.

Vettel concordou com Hamilton, comentando: “Em 2009, fomos ‘menos aerodinâmica, melhor corrida’, depois dissemos: ‘os carros são lentos demais, vamos colocar mais aerodinâmica e torná-los mais largos e mais espetaculares’”.

“Todo o feedback dos pilotos foi ‘muito obrigado, é disso que gostamos’, é mais desafiador, você nos vê mais exaustos depois da corrida e agora nos torna mais lentos novamente!”

“Eu não sei, é um pouco como cruzar para a América e mudar de direção 100 vezes”.

“Acho que deveriam nos perguntar o que precisamos para ultrapassar”.

“Somos pilotos – para não dizer que sabemos tudo, não sabemos nada sobre a engenharia do carro -, mas sabemos como os carros se comportam e suas limitações para ultrapassar, mas não fomos sequer perguntados”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.