F1 – Haas se sente injustiçada por decisões de penalidades inconsistentes

segunda-feira, 4 de setembro de 2017 às 12:52
Kevin Magnussen e Max Verstappen

Kevin Magnussen e Max Verstappen

Gunther Steiner acredita que sua equipe Haas foi afetada mais do que muitas de suas rivais de Fórmula 1 por decisões inconsistentes dos comissários nesta temporada.

Kevin Magnussen ficou “irritado” pelos comissários não darem a Max Verstappen uma penalidade por forçá-lo a sair da pista nas últimas etapas do GP da Itália de domingo.

O piloto da Haas perguntou a Charlie Whiting, diretor de corrida da FIA, para explicar na reunião de pilotos em Monza por que ele recebeu uma penalidade por um choque com Nico Hulkenberg na Hungria, mas Fernando Alonso evitou uma por sua condução em uma batalha com Jolyon Palmer em Spa.

Steiner juntou-se a Magnussen quando ele foi falar com os comissários para que ele pudesse discutir suas preocupações sobre como as penalidades foram entregues.

“Nós conversamos principalmente sobre isso, mas expandimos as inconsistências em geral e o que dissemos antes, parece que a Haas está muitas vezes no topo do recebimento das inconsistências”, disse ele.

“Eles me asseguram que não estamos [sendo injustamente tratados], mas tenho certeza de que estamos. Sempre, quando fazemos alguma coisa, seja um acidente de corrida ou não, recebemos uma penalidade”.

“Com isso temos alguma dificuldade. Queremos que seja esclarecido. Será que vai acontecer? Não sei. É uma inconsistência”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.