F1 – Haas pretende apelar após protesto ser negado

Haas e Force India

A Haas divulgou um aviso de intenção de apelar contra uma decisão tomada pelos comissários da FIA. Seu protesto contra a equipe Force India foi considerado sem sucesso.

No início desta semana, a Haas iniciou um protesto sugerindo que a entrada da Force India na Fórmula 1 era ilegal. Eles insistiram que os pontos marcados pela Racing Point deveriam ser inválidos porque aquela equipe em particular não construiu o carro.

O aviso de intenção deixa a Haas com 96 horas extras para tomar uma decisão final, após a conclusão do GP de Abu Dhabi. O chefe da equipe, Guenther Steiner, disse que o tempo extra era a coisa certa a se fazer, dadas as complicações e o tamanho da questão.

“Eu realmente não tive tempo de ler, é um grande documento que eles enviaram explicando o porquê”, disse Steiner à Sky F1.

“No final, eles decidiram. Apresentamos uma intenção de apelação, o que não significa muito, é só você comprar tempo para que possa realmente ler o que está escrito lá, e descobrir se faz sentido apelar ou não”, explicou.

“Eu vou saber um pouco mais tarde, no começo da semana, quando tivermos tempo de conversar com nossos assessores jurídicos para ver o que vamos fazer a seguir. Eu não chegaria a uma conclusão agora”, completou ele.

Quer concorrer a uma réplica do capacete do Ayrton Senna? Clique AQUI e palpite sobre quem vai vencer o GP de Abu Dhabi de Formula 1 em 25 de novembro!

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.