F1 – Haas não vai apelar contra o veredicto do protesto

quarta-feira, 28 de novembro de 2018 às 11:05

Haas

A Haas decidiu não apelar contra a decisão dos comissários no GP de Abu Dhabi de rejeitar seu protesto contra a Racing Point Force India.

A equipe norte-americana alegou que a “nova” Force India, aceita pela FIA no GP da Bélgica depois que a entidade original entrou em administração, não é uma construtora porque usou um projeto de uma companhia diferente.

Os comissários rejeitaram o protesto, afirmando que a participação da Force India é legal e que a atual equipe Racing Point pode correr com um carro projetado pela Sahara.

A Haas submeteu uma intenção de apelar que lhe deu 96 horas para tomar uma decisão final a respeito do prosseguimento ou não da ação legal.

O objetivo foi ganhar algum tempo devido à complicada natureza legal da decisão dos comissários, que foi um longo veredicto produzido no meio do fim de semana de corrida.

Agora, a Haas optou por não apelar contra a decisão.

Apesar deste protesto específico estar relacionado a uma questão esportiva, a polêmica é um legado da discussão a respeito do direito da nova Force India à premiação em dinheiro.

A Haas acredita que a equipe não deveria se qualificar imediatamente para os pagamentos da “Coluna 1”, com a elegibilidade sendo conquistada por equipes que ficam entre as 10 primeiras em duas de três temporadas.

Ela argumenta que, como precisou esperar por esses pagamentos depois que se juntou ao grid em 2016, a nova Force India deveria fazer o mesmo.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.