F1 – Haas ansiosa para continuar a parceria com a Ferrari

segunda-feira, 21 de novembro de 2016 às 15:11
Guenther Steiner

Guenther Steiner

O chefe do Haas, Guenther Steiner, diz que a equipe não tem pressa em repensar sua parceria com a Ferrari e ir para uma abordagem mais independente na Fórmula 1.

Haas se juntou ao grid este ano com uma parceria técnica extensa de motores e peças com a Ferrari, que provocou controvérsias no fim do ano passado e levou a FIA a encerrar a abertura no regulamento. Apesar de um ano inconsistente, a equipe excedeu as expectativas, com 29 pontos no final da temporada em Abu Dhabi.

A equipe, que também tem uma parceria com a fabricante de chassis Dallara, divide o trabalho entre as bases em Banbury, no Reino Unido e Kannapolis, na Carolina do Norte nos EUA. Steiner acredita que o modelo de negócios atual da equipe é a razão para a Haas ter uma temporada de estreia bem sucedida e não vê nenhuma razão para ela terminar.

“Espero que terminemos o oitavo, se a Renault não apresentar algo muito especial, e esperamos subir no próximo ano”, disse Steiner. “Mas no momento, certamente queremos desenvolver a equipe e continuar a melhorar, com mais pessoas entrando e isso vai acontecer – mas, no geral, fica como estamos agora”.

A Haas vai terminar em oitavo no campeonato, exceto por uma improvável classificação de 21 pontos em favor da Renault em Yas Marina. No Brasil, a equipe finalmente confirmou seus pilotos para 2017, contratando Kevin Magnussen ao lado de Romain Grosjean, o homem responsável por todos os 29 pontos até agora.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.