F1 – FIA vai investigar incidente com fiscal na relargada em Cingapura

segunda-feira, 19 de setembro de 2016 às 12:10
Relargada do GP de Cingapura

Relargada do GP de Cingapura

A FIA confirmou que vai investigar o incidente no GP de Cingapura, que teve a relargada da corrida com um fiscal ainda no circuito.

Um carro de segurança entrou na pista em Cingapura, quando Nico Hulkenberg bateu no muro dos boxes após colidir com Carlos Sainz na largada. O carro de segurança só ficou na pista por duas voltas enquanto o Force India era rapidamente retirado do circuito.

No entanto, quando o líder da corrida Nico Rosberg cruzou a linha na relargada um fiscal estava correndo pela pista, ficando a salvo antes do Mercedes passar. O procedimento da FIA exige que o controle de corrida confirme que todos os três setores estão liberados, mas foi revelado que um comissário pediu ao fiscal em questão para recolher um pedaço de detrito após o procedimento ser autorizado.

Embora admitisse que o cenário fosse “perigoso”, Toto Wolff, da Mercedes, disse que ficou satisfeito da corrida não despender muito tempo sob o carro de segurança.

“Foi muito perigoso”, disse ele. “Mas temos de dar crédito ao controle de corrida porque eles reiniciaram a corrida muito rapidamente e era isso que nós queríamos, para não perder tempo com o carro de segurança”.

No ano passado, o GP de Cingapura teve um problema de segurança quando um fã conseguiu entrar no circuito durante a corrida, provocando um carro de segurança.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.