F1 – FIA ainda analisa alternativas do sistema halo

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017 às 12:38
Conceito aeroscreen da Red Bull

Conceito aeroscreen da Red Bull

A FIA ainda não descartou a ideia de um projeto alternativo de proteção de cockpit para o halo pesadamente testado que está sendo introduzido na Fórmula 1.

A Red Bull avançou com o conceito aeroscreen no ano passado, mas parou de trabalhar nele após o seu projeto inicial não passar por um rigoroso programa de teste posto em prática pela FIA.

O foco desde então tem sido no halo, com todas as equipes usando o sistema em algum momento durante as sessões de treino livre de sexta-feira do ano passado para ter uma melhor compreensão.

Apesar da maioria dos pilotos estar a favor do halo, a opinião continua dividida entre as equipes e os fãs sobre se deve ou não ser a solução escolhida para 2018.

O diretor adjunto de corrida da F1 Laurent Mekies diz que a FIA está satisfeita de como o trabalho no halo progrediu embora a possibilidade de um sistema de capota possa ainda ser analisado.

“Não, não está morto”, disse ele durante o show do Autosport International na semana passada. “Tecnicamente, é possível, talvez em seis, cinco meses se quisermos fazer isso”.

“Estamos esperando a última palavra de nossos chefes para saber se eles querem o halo, a capota ou algo intermediário, ou se eles querem algo mais esteticamente agradável – mesmo se houver um preço a pagar”.

“Tudo está na mesa, não há nada que consideremos impossível agora”.

A F1 concordou em introduzir alguma forma de proteção do cockpit para 2018, mas os detalhes ainda precisam ser finalizados.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.