F1 – Ferrari quer alterar a regra de congelamento de motor

quarta-feira, 27 de agosto de 2014 às 12:34

Ferrari F14 T

A equipe Ferrari quer que relaxem as regras que impedem os fabricantes de motores aprimorarem seus projetos durante a temporada, a fim de ajudar a diminuir a diferença na ordem competitiva.

A Ferrari e Renault construíram motores com pouca potência em comparação com a Mercedes, dentro das novas regras híbridas introduzidas para este ano.

As regras permitem alterações de mapeamento e software do motor, mas proíbem os fabricantes de mudar de peças mecânicas em suas unidades, a menos que sejam por motivos de segurança, confiabilidade ou custo.

O chefe da equipe, Marco Mattiacci disse a repórteres após o recente GP da Bélgica, onde Kimi Raikkonen terminou em quarto lugar, mas reclamou da falta de velocidade em linha reta, que a F1 deve ser menos restritiva em seus regulamentos de motores.

Quando perguntado se ele gostaria de ver as restrições de motores modificada, Mattiacci disse: “Sim, de certa forma não tão rígida como é hoje”.

“Eu gostaria de ter algumas oportunidades (permitidas) no ano para trabalhar no motor. O DNA da F1 é a inovação e a recuperação para ser o melhor e mais rápido. Isso é porque, como Ferrari, continuamos insistindo, e uma das áreas (onde isso pode ser feito) é o congelamento do motor”.

A Ferrari reestruturou recentemente seu departamento de motor e demitiu o ex-chefe de motores Luca Marmorini depois de um primeiro semestre decepcionante da temporada 2014.

Estatísticas de Resultados de Motores em 2014

Vitórias Poles Melhor Volta Pódios Voltas lideradas
Mercedes 9 Mercedes 12 Mercedes 10 Mercedes 26 Mercedes 639
Renault 3 Renault 0 Renault 1 Renault 8 Renault 71
Ferrari 0 Ferrari 0 Ferrari 1 Ferrari 2 Ferrari 32 

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.