F1 – Fechamento de Austin não deve afetar GP dos EUA

GP dos EUA

O fechamento temporário e a força de trabalho reduzida do Circuito das Américas “não terá impacto em sua capacidade” de sediar o GP dos Estados deste ano.

A pista de Austin foi bastante afetada pelas precauções contra o coronavírus, incluindo restrições rígidas de reuniões públicas – como o limite de 50 pessoas recomendado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA.

O GP de Fórmula 1 está marcado para 25 de outubro, mas essa data está sujeita a mudanças dependendo da reintegração de corridas adiadas ao calendário.

O COTA já teve sua prova da MotoGP transferida de 5 de abril para 15 de novembro, enquanto sua corrida da Indy, que seria realizada em 26 de abril, foi cancelada indefinidamente.

Outros eventos, incluindo um show do Rolling Stones em 24 de maio, agora têm poucas chances de prosseguir. Na tentativa de cortar custos, o circuito dispensou muitos funcionários e reduziu as horas de outros.

Entretanto, Bobby Epstein, chefe do circuito de Austin, está confiante de que a pista ainda pode sediar a corrida de F1 em outubro se as circunstâncias relacionadas à pandemia mudarem para melhor.

“Só nos próximos 90 dias, eventos representando quase 600 mil visitantes com ingressos foram adiados, cancelados ou estão em risco”, declarou Epstein ao site Autosport. “As atitudes tomadas hoje não têm impacto na capacidade do COTA de sediar o GP”.

Clique AQUI para fazer suas apostas esportivas

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.