F1 – Fabricantes estão considerando plano de três motores por temporada

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015 às 12:40

GP do Brasil de Fórmula 1

Os pilotos de F1 poderiam estar limitados a apenas três motores por temporada, como parte do plano radical que está sendo analisado pelas fabricantes para cortar custos.

Numa tentativa de afastar a ameaça de um motor independente a partir de 2017, as fabricantes já começaram as negociações para enquadrar uma série de regulamentos que irá reduzir as despesas nos próximos anos.

As propostas terão que ser aprovados até 15 de janeiro para uma apresentação a FIA, depois da qual uma decisão será tomada pelo órgão se fizeram ou não o suficiente para aliviar a crise de custos da F1.

Embora as ideias que estão sendo discutidas entre as fabricantes estão em um estágio inicial, fontes de alto nível revelaram que existem três principais áreas de foco no momento.

1 – Prolongar a vida das unidades de potência, por isso haverá apenas três por piloto por temporada. Embora isso vá causar dores de cabeça e despesas em curto prazo, ter um motor para sete corridas irá forçar o uso de materiais menos sofisticados em longo prazo para reduzir drasticamente os custos.

2 – Congelamento de partes das unidades de potência que as fabricantes agora acreditam ter atingido “maturidade” no desenvolvimento, por isso não pode mais justificar o dinheiro que está sendo gasto.

3 – Definir uma lista de peças padrão que podem ser de um único fornecedor – o que poderia incluir o MGU-H e MGU-K – e ainda permitindo total liberdade na gestão de outros sistemas de motores elétricos.

Os passos acima não são possíveis de implantação tão cedo como 2017, quando a FIA espera que a situação do motor esteja alterada.

Um fator-chave daqui para frente, então, será ou não que a FIA estará disposta a aceitar tal atraso, ou se exigirá que mais seja feito em curtíssimo prazo para desistir do seu motor independente.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.