F1 – Ericsson: Sauber esteve em modo de sobrevivência por dois anos e meio

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018 às 12:15

Marcus Ericsson

O piloto da Sauber, Marcus Ericsson, disse que a equipe esteve em modo de sobrevivência por dois anos e meio, lutando para se manter à tona na Fórmula 1 durante a maior parte de sua temporada na equipe.

Ericsson entrou em 2015 depois de passar seu ano de novato na Caterham. Depois de um ano bem-sucedido em 2015, a equipe de Hinwil terminou em último na classificação em 2016 e 2017, marcando apenas três Top 10 em 41 corridas.

No entanto, em 2018 voltou a subir no pelotão, marcando pontos em ocasiões regulares. Terminou o ano em oitavo lugar, quatro pontos atrás da Racing Point Force India em sétimo. Ericsson manterá o papel de terceiro piloto da equipe em 2019, com Kimi Raikkonen e Antonio Giovinazzi preenchendo as vagas da corrida.

Ericsson descreveu como a maior parte de seu tempo na Sauber foi difícil: “Quando cheguei aqui tivemos um grande começo [em 2015] com algumas corridas fortes, resultados fortes, muitos pontos”, disse ele. “Na metade da temporada, ficou como um tipo de corrida de sobrevivência por dois anos e meio”.

“Foi um momento muito, muito difícil para a equipe”, continuou ele. “Nós estávamos lutando muito, sendo cada vez menos competitivos e isso estava dificultando muito para você como piloto. Nós estávamos realmente no fundo do poço”.

[the_ad id=”237860″]

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.