F1 – Equipes top defendem decisão de não implantar limite de custos

quarta-feira, 16 de abril de 2014 às 12:38

Chefões da F1

As melhores equipes da Formula 1 defendem a sua decisão de inviabilizar um limite de custos para 2015, insistindo que teria sido errado para o esporte.

O presidente da FIA, Jean Todt anunciou no GP do Bahrain que havia desistido dos planos para um limite de custos que seriam introduzidos no próximo ano por causa da oposição das seis equipes do Grupo de Estratégia da F1.

Essa decisão enfureceu as equipes menores da categoria, que temem que a F1 poderia estar caminhando para um “desastre financeiro”, se a FIA não controlar os custos crescentes.

Mas dois membros-chave do Grupo de Estratégia defenderam a sua posição, e insistem que os gastos podem ser colocados sob controle sem a necessidade de um limite de custos.

O chefe da Red Bull Christian Horner disse: “Eu acho que um limite nunca vai efetivamente controlar os custos. Todas as equipes efetivamente concordaram que queremos reduzir os custos, e a maneira mais eficaz de fazer isso é realmente através dos regulamentos esportivos mais do que qualquer coisa”.

“Então, nós precisamos olhar para os regulamentos desportivos e verificar quais são os que influenciam os custos”.

O chefe esportivo da Mercedes Toto Wolff era a favor de um limite de custos, mas reconheceu que era inútil tentar se impor por causa do nível de oposição de seus rivais.

“Descobrimos que o limite de custos tinha muita oposição de certas equipes”, declarou ao site Autosport. “Nós temos que aceitar isso. Mas acreditamos muito fortemente que os custos devem estar caindo e serão limitados de certa forma”.

“Se os regulamentos esportivos e técnicos são o caminho a seguir, e não há suficiente prova histórica que deu certo – como cortar testes, a introdução de toques de recolher e do parque fechado – então vamos explorar esse caminho e chegar a algumas regras novamente”.

“Espero que os custos abaixem”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.