F1 – Equipes não deveriam decidir as regras, segundo Wurz

Fórmula 1

Alex Wurz acrescentou sua voz às preocupações com o governo atual da Fórmula 1. Wurz, ex-piloto da Benetton e Williams, é o atual presidente da GPDA.

Em Mônaco, a associação dos pilotos lançou uma ampla pesquisa online para os fãs, em meio à aparente diminuição do interesse global na categoria e às reclamações dos competidores de que os carros estão lentos demais e não desafiadores o suficiente.

A Fórmula 1 anunciou sua intenção de fazer mudanças dramáticas para 2017, mas uma nova guerra de pneus já foi descartada e agora o retorno do reabastecimento está sendo rejeitado pelas equipes.

Portanto, Wurz criticou o atual sistema de governo da categoria, sob o qual as decisões importantes precisam ser aprovadas pelas equipes.

“Os participantes são ambiciosos e querem vencer a qualquer custo”, declarou ele à agência de notícias APA. “Todos mostram sua força, e a única coisa clara é que não pode haver consenso”.

“Por que os participantes deveriam decidir as regras?” questionou Wurz. “Seria como Lance Armstrong querer um contra-relógio em todos os dias do Tour de France, mas Marco Pantani querer uma chegada em subida”.

“Em geral, a Fórmula 1 é um ótimo produto”, acrescentou ele. “Só é necessário ajustar cautelosamente o modelo de negócios, e isso exige liderança”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.