F1 – Empresário de Verstappen irá conversar sobre a agressividade

terça-feira, 30 de agosto de 2016 às 13:20
Max Verstappen e Kimi Raikkonen

Max Verstappen e Kimi Raikkonen

O paddock da Fórmula 1 está dividido sobre a agressividade de Max Verstappen durante o GP da Bélgica. Alguns estão elogiando suas batalhas com Kimi Raikkonen, insistindo que é bom para a categoria.

“Tudo isso é bom para Max, porque as reações que está causando, me lembram muito de Ayrton Senna e Michael Schumacher”, disse Gerhard Berger, que foi companheiro de equipe de Senna e correu contra Schumacher. “Todos eles tiveram que lidar com as críticas no início, pelos pilotos já estabelecidos”, disse à Auto Bild.

Outros, no entanto, acham que Verstappen definitivamente foi longe demais em Spa.

“Max fica olhando nos espelhos todo o tempo, à espera de Kimi fazer um movimento e depois fechar a passagem. É perigoso e me lembra do que Schumacher fez com Mika Hakkinen em Spa em 2000”, disse Mark Webber á Auto Motor und Sport.

Algumas das controvérsias após a corrida, foram desencadeadas pela reação de Verstappen, quando disse à imprensa holandesa que foi a “vítima” do confronto na primeira curva e que, Raikkonen e Sebastian Vettel, deviam estar “envergonhados”.

Ele até deu a entender que bloqueou Raikkonen por vingança.

“Sem o que aconteceu na primeira curva, eu não seria tão agressivo”, disse Max.

Mas Niki Lauda disse que falaria com Jos, pai de Max, sobre o assunto, enquanto o empresário de Verstappen, Raymond Vermeulen, também indicou que algumas conversas estão previstas.

“Eu vou discutir com ele a situação com Kimi na reta Kemmel, mas ele é jovem e vai certamente aprender com esta situação”, disse Vermeulen ao jornal Bild.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.