F1 – Ecclestone admite que não poderia fazer um trabalho melhor

quinta-feira, 29 de junho de 2017 às 9:36
Bernie Ecclestone

Bernie Ecclestone

Bernie Ecclestone diz que nunca retornará a um papel de liderança na Fórmula 1, pois ele “não poderia fazer um trabalho melhor” do que os novos proprietários Liberty Media farão nos próximos anos.

Ecclestone foi removido de seu antigo papel como chefe da F1 no início de 2017, quando a aquisição da Liberty foi finalizada e Chase Carey foi nomeado CEO. Embora Ecclestone tenha sido nomeado presidente emérito, é um papel sem qualquer poder sobre a categoria.

Carey desde então dividiu o trabalho de Ecclestone em dois papéis diferentes, com Ross Brawn instalado como diretor esportivo e Sean Bratches como diretor comercial.

A Liberty já liderou várias iniciativas de fãs neste ano e espera radicalizar a forma como a categoria se envolve com as mídias sociais e os mercados digitais nos próximos anos, ao mesmo tempo em que sugere uma mudança radical na maneira como os contratos tradicionalmente foram fechados na F1.

Ecclestone admitiu que a abordagem de Liberty é melhor do que qualquer outra que ele teria adotado nos próximos anos.

“Eu fui demitido e outra pessoa vai fazer um trabalho melhor e tenho certeza de se eu voltasse não poderia fazer um bom trabalho como eles vão fazer. Então eu não devo voltar”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.