F1 – Ecclestone acredita que dois tipos de motores é viável

Bernie Ecclestone e Toto Wolff

Bernie Ecclestone disse que as opções de motores da F1 para 2017 permanecem abertas, insistindo que a categoria poderia lidar com dois tipos de motores.

Ecclestone liderou o pedido de um retorno do V8/KERS, e que permanece como uma opção mais barata para equipes em dificuldades.

Também houve sugestões de que um “pacote” com V6 duplo turbo com KERS seriam disponibilizados para as equipes como uma possível alternativa.

Toto Wolff da Mercedes, no entanto, afirmou na semana passada que as quatro fabricantes atuais desejam manter a versão do V6 atual.

Em qualquer caso, a ideia é que os motores de baixo custo de clientes poderiam correr ao lado dos motores de fábrica, que traz à tona a difícil questão de como a FIA iria garantir alguma forma de paridade.

“Depende o que vamos fazer”, disse Ecclestone. “Toto fala muito, mas não age, se você quer saber”.

“Eu nunca quis voltar para os V8s, queria montar um único motor para a F1, que poderia correr por 10 por cento do que estes fabricantes gastam. Seria um regulamento diferente, o que seria mais barato”.

“Se os fabricantes decidirem que isso seria uma coisa boa, então está tudo bem. Ou, se quiserem fornecer os atuais motores a um preço realista para as equipes, melhor ainda”.

Questionado sobre como dois tipos de motores poderiam competir juntos, ele disse: “Nós costumávamos correr com turbos e com motores normalmente aspirados antes. Você pode fazer qualquer um”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.