F1 – Dupla da Mercedes prevê largadas mais problemáticas

Largada GP da Inglaterra

Nico Rosberg e Lewis Hamilton acham que a aplicação das novas restrições de largada, será suficiente para agitar as coisas antes do início real da ação.

A FIA revelou na semana passada um aumento na proibição das ajudas ao piloto visando tornar a largada menos previsível: o que irá minimizar o controle da equipe e proibir qualquer auxílio através do rádio.

Rosberg está convencido de que as alterações serão suficientes para tornarem as coisas mais difíceis para os pilotos, o que abrirá a porta para erros serem cometidos.

Em particular, se os pilotos não acertarem, eles podem derrapar muito, ou queimar a embreagem numa saída. Pior ainda, eles podem terminar parando.

“Isto é bom”, disse Rosberg. “Vai ser ainda mais emocionante e estará ainda mais em nossas mãos para tornar mais difícil. Isso fará surgir muitas variáveis e vai ser muito mais difícil prever o resultado da largada”.

Embora Hamilton diga que o trabalho dos pilotos não vai mudar muito – já que não haverá ajustes de hardware ou de sistemas diferentes – ele concorda que haverá espaço para os pilotos fazerem as coisas erradas.

“Não faz uma diferença enorme”, disse ele. “Nós ainda temos a mesma responsabilidade, então isso não muda nada. Mas até agora, quando você largava do grid, a equipe podia calcular quanta aderência existia e quanto torque o motor estava dando. Então, se tinha muito torque, suas rodas derrapavam. Se não tinha o suficiente, não havia derrapagem mas a largada era lenta. A equipe podia então, lhe dizer para aumentar ou diminuir o torque”.

“Agora não podemos fazer isso, e nós não podemos aumentar ou diminuir o torque. Haverá uma diferença entre a primeira e a verdadeira largada que levará muitos pilotos a fazerem largadas ruins”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.