F1 – Dramático aumento de peso deve ser corrigido, diz Lowe

segunda-feira, 5 de março de 2018 às 12:22

Paddy Lowe

O chefe de tecnologia da Williams, Paddy Lowe, acredita que as futuras regras da Fórmula 1 devem reverter a tendência para carros mais pesados que prevaleceu na última década.

A introdução do dispositivo de segurança do cockpit Halo compeliu a FIA a aumentar o peso mínimo da F1 para 2018 em 6kg para 734kg.

Mas esse também é um aumento de 139 kg em comparação com o peso mínimo que foi aplicado em 2008. Para Lowe, os carros de F1 devem perder algum peso no futuro.

“O peso dos carros aumentou dramaticamente nos últimos dez anos”, disse ele. “Se a F1 é realmente uma fórmula de sprint, esses carros devem ser incrivelmente rápidos para a classificação e para a corrida”.

“Em uma hora e meia, uma corrida de 300 km, é relativamente curta. Não são carros de resistência e, no entanto, o peso aumentou em níveis que estão chegando a uma fórmula de endurance ao invés de um sprint”.

“É importante produzir carros que sejam excitantes. Esta categoria é um esporte e também um entretenimento, e isso significa que precisamos de carros excitantes para os fãs, mas também para correr de forma competitiva”.

“Às vezes, essas coisas estão em conflito, porque se você quer muito interesse, muita variedade, como talvez tivéssemos no passado, o que você realmente acabou foi com muita diferença no desempenho. Então você perde o interesse pela corrida”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.