F1 – Domenicali nega que fez de Costa um “bode espiatório”

domenicaliStefano Domenicali, chefe de equipe da Ferrari, afirmou que a demissão do ex-diretor técnico da equipe, Aldo Costa, não foi uma decisão mais “emocional”, devido ao calor do momento crítico vivido pela equipe italiana, do que racional.

Costa, que agora faz parte da Mercedes GP, deixou a Ferrari depois de um fraco começo de temporada, em um momento onde a equipe de Maranello esperava disputar o título de 2011.

A Ferrari conquistou apenas uma vitória até o presente momento do campeonato e jamais foi uma ameaça séria para a Red Bull.

“Eu sei que a demissão de Costa pode ter dado a impressão de que fizemos dele um bode espiatório, mas não foi isso”, revelou Domenicali. “Costa deu muito à Ferrari, uma vez que ele foi um dos homens mais importantes para a equipe nos anos de maior sucesso. Nunca vi nele um bode espiatório, mas também é verdade que grande responsabilidade pelo desempenho do carro, fica nas costas do diretor técnico”.

“Tivemos questões internas, se os `jogadores´ não estão satisfeitos com o `empresário´, é mais fácil trocar o `empresário´ do que os `11 jogadores”, concluiu o dirigente.

FH – www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.