F1 – Confiabilidade mais rígida para a temporada de 2018

quarta-feira, 4 de maio de 2016 às 12:43
Unidade de Potência da Mercedes

Unidade de Potência da Mercedes

As equipes terão que fazer algumas partes da sua unidade de potência durarem meia temporada no campeonato de 2018.

Os pilotos terão apenas dois MGU-K, controle eletrônico e armazenamento de energia para a temporada de 2018 e receberão penalidades se usarem mais. Se o calendário permanecer do mesmo tamanho isso vai exigir que alguns elementos da unidade de potência devam durar onze corridas em vez das cinco atuais.

Cada piloto terá um máximo de três motores, MGU-H e turbo compressores antes de receber penalidades, o que, se o calendário permanecer com 21 corridas, vai exigir que cada componente dure sete eventos.

Se uma nova fabricante de unidade de potência entrar na categoria, cada um de seus pilotos terão permissão para usar uma peça extra de cada um dos elementos, uma liberalidade que foi introduzida para a Honda no ano passado.

Esta restrição mais apertada sobre as unidades de potência se destina a ajudar a reduzir o custo da competição. Os preços serão limitados em 2017 e em 2018 o preço reduzido por unidade de potência para uma nova equipe cliente será fixado em 12 milhões de euros.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.