F1 – Comentários pós treinos livres – McLaren – GP da Bélgica 2018

sexta-feira, 24 de agosto de 2018 às 15:44

McLaren

Fernando Alonso, não participou/16º colocado: Eu perdi o TL1 hoje, mas não foi uma grande perda, pois logo me senti confortável com o carro e o circuito, que conheço muito bem, então estava tudo bem. Estou feliz por termos testado ambos os pneus e feito alguns testes interessantes, especialmente no carro de Stoffel, por isso vamos ver o que podemos fazer para melhorar para amanhã. Parece que foi difícil encontrar o ritmo certo na primeira sessão. Estamos perdendo um pouco de desempenho até agora neste fim de semana, então definitivamente precisamos trabalhar onde podemos encontrar um par de décimos para amanhã se quisermos estar na luta. Não parece que estamos perdendo em um setor ou em uma área em particular, pois todos parecem estar bem parecidos. Não é apenas em uma parte do circuito, o que torna ainda mais difícil, mas temos algumas ideias para melhorar para amanhã e domingo. A meta ainda é estar nos pontos no domingo e, por isso, sabemos quão importante é a classificação de amanhã.

Stoffel Vandoorne, 20º/20º colocado: Eu tive um dia cheio de problemas novamente hoje e não foi o melhor começo para o fim de semana. Eu tive alguns problemas com freios no começo do TL1 e depois alguns problemas relacionados ao motor, então eu realmente não consegui dar nenhuma volta e não parecia que eu estava trabalhando hoje. Eu comecei com alguns problemas novamente no TL2, então eu fiz talvez uma saída que foi mais ou menos representativa. Foi um dia muito frustrante para mim, especialmente na frente da minha torcida. Eu cheguei aqui muito otimista, ansioso para correr aqui, com muita energia positiva e muito apoio dos fãs, e começar o final de semana como este definitivamente não era o ideal. Parece que tivemos tantos problemas ultimamente e estou realmente esperando conseguir uma corrida normal. É obviamente muito frustrante. O desempenho de hoje definitivamente não estava lá. Ainda estamos com falta de muito ritmo e competitividade e ainda há muito trabalho a ser feito. Acho que precisamos de um pouco de milagre neste fim de semana para podermos extrair algum bom resultado. A única coisa que poderia nos empurrar um pouco mais alto é alguma chuva ou algumas condições complicadas. Talvez a chuva venha – vamos ver – mas ainda há um longo caminho a percorrer e é difícil nos ver progredindo muito neste final de semana. Acho que a equipe está definitivamente esperando que eu entregue e acho que me saí bastante bem nas últimas duas corridas. Tivemos nossos problemas, mas mostramos um desempenho muito bom na Hungria. Obviamente, eles querem ver como nos comparamos, mas acho que antes de tudo a equipe deveria me dar um carro que seja capaz de rodar antes que possamos ser comparados.

Lando Norris, 18º colocado/não participou: Hoje foi um dia muito agitado, fazendo malabarismos entre a F2 e F1. Eu tive que pegar minha bicicleta para chegar até o paddock da F1 a tempo do TL1. Foi um pouco estressante, mas valeu a pena! De qualquer forma, foi um bom dia. Eu estava um pouco nervoso esta manhã, pois é obviamente muito emocionante estar de volta ao carro, especialmente em Spa, que é provavelmente uma das minhas pistas favoritas. Conseguimos fazer bem o nosso programa e eu tive uma boa quantidade de voltas. Eu pilotei aqui no passado na F4, Fórmula Renault, F3, F2 e F1 agora, então eu sei como todos os carros andam por aqui! Fizemos alguns testes aerodinâmicos e nenhuma das minhas saídas foi uma execução de desempenho adequada, o que foi uma coisa boa a fazer, então não se tratava de velocidade, mas sim de consistência e feedback. É muito diferente dirigir na Fórmula 1, principalmente por causa da pressão. Há muito mais pessoas aqui. Acho que é bom ver em primeira mão como é conduzir num fim de semana de corridas e ter uma ideia aproximada de onde estou, em comparação com Stoffel e Fernando. Depois de fazer o teste de Budapeste, sinto-me bastante preparado para qualquer oportunidade de entrar no carro e estou cada vez mais confortável com tudo o que faço, por isso não demoro algum tempo a ter velocidade. Com tão poucas oportunidades na F1 em geral para estar no carro, eu acho que você precisa aproveitar ao máximo qualquer chance de dirigir, aprender e se provar, ser consistente, ser rápido, ser confiável e dar um bom feedback, o que eu sinto que fiz hoje.

Quer concorrer a uma réplica do capacete do Ayrton Senna? Clique AQUI e palpite sobre quem vai vencer o GP da Bélgica da F1!

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.