F1 – Comentários pós corrida – Red Bull – GP da China 2017

domingo, 9 de abril de 2017 às 10:12
Daniel Ricciardo

Daniel Ricciardo

Max Verstappen, 3º colocado
Essa foi uma corrida muito especial. Quando eu acordei esta manhã nunca esperava estar no pódio. Foi uma primeira volta muito boa, passei nove carros e acho que foi muito positivo. As condições realmente me ajudaram a ultrapassar os carros o mais rápido que pude, isso era importante já que sabia que iria secar e ficar mais difícil de passar. Acho que nas primeiras onze voltas eu cheguei ao sétimo lugar que me preparou para um final forte. Estava um pouco inseguro de como o equilíbrio do carro estaria no final da corrida já que não corri muito ontem na classificação e a temperatura era muito menor hoje. Tivemos um pouco de subesterço, mas consegui segurar o terceiro lugar. Estes problemas de equilíbrio combinado em estar a menos de dois segundos de outro carro nas fases de encerramento da corrida, tornaram muito difícil de pilotar, havia bandeiras azuis, mas ainda não conseguia passar, isso precisa ser revisto. A batalha com Daniel no final foi difícil, já que o meu carro não podia se defender muito. Foi uma grande corrida para assistir e para a equipe. Acho que no ritmo puro no seco ainda estamos um pouco lentos para um pódio, mas com todas as coisas consideradas, hoje nós definitivamente maximizamos tudo.

Daniel Ricciardo, 4º colocado
Eu tenho emoções mistas, é obviamente decepcionante perder o pódio tão perto como hoje, mas como uma equipe é um bom resultado para terminar em terceiro e quarto lugar. Eu perdi muito tempo no primeiro stint quando me esforcei para manter meus pneus dianteiros vivos e isso me colocou fora de uma posição de pódio. Depois do primeiro pitstop eu tinha um bom equilíbrio e velocidade, o que significava que eu podia recuperar o tempo e fechar a lacuna para os líderes. No final da corrida, pude ver que Max tinha dificuldades com seus pneus, mas assim que me aproximei dele, também comecei a ter dificuldades com os meus. A equipe nos deixou competir, mas mesmo que eu estivesse na zona de DRS, não estava perto o bastante para fazer uma ação convincente. Foi também bastante perceptível que o efeito DRS é muito menor nos carros deste ano, o que não ajudou. Como equipe, devemos estar satisfeitos com o resultado e aprendemos muito hoje, mas ainda temos algum trabalho a fazer para fechar a lacuna com a Mercedes e a Ferrari.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.