F1 – Comentários pós corrida – Mercedes – GP do Japão 2017

domingo, 8 de outubro de 2017 às 7:28

Mercedes

Lewis Hamilton, 1º colocado
A largada foi boa, embora a arrancada inicial não tenha sido espetacularmente boa, tive um pouco de derrapagem. Mas a partir daí eu tive um bom começo e estava bem controlado. Eu estava tentando controlar o ritmo e os pneus. Foi um longo caminho a percorrer, a pista estava mais quente por todo o fim de semana, então isso foi realmente crucial. Com o carro de segurança virtual ao final, perdi muita temperatura nos pneus e aquecê-los não foi tão fácil. Fiquei preso atrás do trânsito, estava perdendo muito tempo e o carro de Max estava enorme no meu espelho. Ficou muito perto algumas voltas, mas consegui manter a lacuna. Não foi uma caminhada fácil no parque hoje, foi uma vitória pela qual eu tive que trabalhar muito. Grande corrida de Max, eu gostei de competir com ele. É quase inacreditável pensar que estamos onde estamos no campeonato. Eu estava ansioso para disputar com Sebastian hoje, mas ele obviamente deve estar muito infeliz. Ainda há um longo caminho a seguir, ainda há cem pontos. Eu apenas vou manter meu foco e, espero, continuará a estar em uma forma como essa.

Valtteri Bottas, 4º colocado
Foi uma luta apertada: especialmente no final, eu estava me aproximando de Daniel, mas não havia tempo suficiente e o carro de segurança virtual também não ajudou. O ritmo parecia estar bem, mas, chegando a esta corrida, nós sempre soubemos que a ultrapassagem é complicada. A estratégia foi boa para mim hoje. Ela criou uma boa oportunidade no final, caso contrário, seria muito difícil chegar perto. A corrida foi próxima do nosso plano de jogo, mas teria sido bom estar no pódio. Nós passamos por todos os cenários antes da corrida, então, quando Lewis me alcançou depois do seu pitstop, é claro que eu tentei ajudá-lo a vencer. Eu definitivamente aprendi muito novamente neste final de semana. Agora eu quero me concentrar nas últimas corridas, tirar o máximo proveito delas e ver onde acabamos este ano. Estou ansioso para Austin. Eu gosto muito da pista: foi onde eu consegui meus primeiros pontos na Fórmula 1 e eu sempre amo voltar lá.

Toto Wolff, chefe da equipe: Esta foi outra performance perfeita de Lewis. Ele controlou a corrida do início ao fim, tirando mais nada dos pneus e do motor do que ele precisava em qualquer ponto. Chegou perto com Max em alguns pontos, especialmente nas voltas finais quando eles vieram no trânsito e estavam lutando pela temperatura dos pneus, mas ficou bom e trouxe (o carro) para casa até a bandeirada. Quanto a Valtteri, ele se recuperou bem da penalidade da caixa de câmbio para obter a P4 e chegou dentro de alguns décimos de segundo do pódio, ele teve um ritmo forte hoje e nunca desistiu de pressionar até o fim, foi um verdadeiro combate. Um olhar para a classificação dos pontos pode nos dar um breve conforto, mas ainda há quatro corridas, 100 pontos para ganhar no campeonato de pilotos e, se as últimas semanas nos mostraram alguma coisa, é que qualquer coisa pode acontecer no automobilismo. Não ficamos presos na forma como reivindicamos nossos pontos – mas todos estamos conscientes de que nos beneficiamos dos “infortúnios” dos nossos rivais e problemas de confiabilidade recentes. Então, nada muda em nossa abordagem: devemos levar as próximas corridas uma a uma, empurrar para entender melhor o carro e manter nossa atitude humilde. Essa é a abordagem que tem funcionado para nós até agora e da maneira que continuaremos até a última corrida em Abu Dhabi.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.