F1 – Comentários pós corrida – Ferrari – GP da Hungria 2017

domingo, 30 de julho de 2017 às 15:02
Sebastian Vettel

Sebastian Vettel

Sebastian Vettel, 1º colocado
Todos dentro da equipe podem estar muito felizes e orgulhosos do que fizemos hoje! Depois, eu disse a Kimi que sentia muito, porque estava lento e com dificuldades durante a corrida. Para Kimi, não era bom estar no meio de um sanduíche. Foi uma corrida difícil que, no final, ficou em uma boa forma. Tive um problema com o volante e não sei por que ainda. Precisamos evitar que isso aconteça novamente, é claro, mas durante a corrida eu não tinha uma opção. Não é como estacionar o carro, verificar se tudo está certo e, em seguida, consertar o problema. Era bastante irritante porque era um sentimento estranho. Mas, em algum momento, eu esqueci sobre isso e tentei me acostumar, o que foi complicado porque ele simplesmente continuava mudando e piorando. No entanto, no final, o ritmo ainda estava lá. Mais geralmente, não gosto da visão de curto prazo que algumas pessoas têm, que depois de uma boa corrida tudo é ótimo e você é o herói, mas depois de uma corrida ruim é um desastre. Não é justo porque as pessoas trabalham duro gastando muito tempo, trabalhando todos juntos no carro. Na minha opinião, temos o melhor carro e com downforce que não foi o caso por muitos anos. No final, podemos fazer a diferença e nós fizemos isso até agora. Nós temos nossos dias de teste aqui na próxima semana e temos muito trabalho a fazer. Depois disso, haverá o GP da Bélgica. Nosso carro foi bom lá e acho que temos algumas melhorias, então deve estar bem.

Kimi Raikkonen, 2º colocado
Hoje meu carro foi incrível, o equilíbrio era perfeito e sempre me senti confortável; Mesmo seguindo Seb de muito perto, o comportamento foi fantástico. Eu não tinha preocupações de que a Mercedes pudesse me pegar. Tive uma boa largada e uma boa primeira curva. Então eu fiquei tranquilo. Em circuitos como este, é complicado tentar ultrapassar e não queria forçar muito o meu companheiro de equipe. Quando você termina entre dois carros não é a situação mais fácil. Quando eles me ligaram para o pit stop, eu queria continuar na pista um pouco mais porque senti que tinha a velocidade, mas a equipe tem um cenário completo e confio nela. Eu acabei seguindo Seb durante toda a corrida e nunca consegui usar minha velocidade máxima. Hoje eu sabia que tinha todas as ferramentas para terminar em uma posição melhor, mas eu deveria ter feito uma melhor classificação. Estou feliz pelo resultado que conseguimos em equipe e isso é o principal. Estou aqui para ganhar corridas, mas se você ver pela equipe foi um excelente fim de semana, conseguimos o máximo.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.