F1 – Comentários pós classificação – Haas – GP da Hungria 2017

sábado, 29 de julho de 2017 às 13:38
Kevin Magnussen

Kevin Magnussen

Romain Grosjean, 15º colocado
Eu acho que é o melhor que podemos fazer. Nós dois tivemos que pilotar mais que o carro no Q1 e consegui chegar ao Q2, onde tentei realmente muito duro na última volta. Eu não conseguiria melhorar mais do que 15º. Quando perdemos toda a sexta-feira com um só carro – na verdade, podemos dizer que perdemos toda a sexta-feira com meu carro também – nós tínhamos muitos problemas. As coisas estavam indo para cima e para baixo e não conseguimos realmente nada, então é muito, muito difícil. Precisamos melhorar como equipe e melhorar o carro desde a primeira volta no TL1. Se estamos fazendo tempos de volta decentes, podemos avançar. Aqui, tivemos dificuldades. Eu bati na primeira volta no TL1, então estamos em uma posição muito difícil. Eu pensei que seria o mesmo que a Áustria e nós estaríamos gerando temperatura nos pneus. Está tudo relacionado a pneus e não estamos trabalhando corretamente. Qual é a chave? Eu não sei, mas é algo que não está funcionando.

Kevin Magnussen, 16º colocado
Não fomos competitivos este fim de semana, por algum motivo. Estávamos esperando estar bem aqui. Sabíamos que não seria o melhor por causa das curvas lentas, mas pelo menos é uma pista curta e sinuosa sem grandes retas. Não devemos ser muito ruins em teoria, mas não tivemos o ritmo. Além disso, foi um fim de semana difícil. Bem, fiz quatro voltas na sexta-feira e algumas mais nesta manhã. Não é uma boa preparação para se classificar. Eu tirei o máximo disso. Eu estava apenas um centésimo de segundo de Romain e eu tinha o mesmo tempo que Perez, que era o 15º, então o Q2 estava lá. Então, com esse pequeno treino, estou bastante feliz com isso.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.