F1 – Brecha nas regras cria novo campo de batalha sobre as asas T

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018 às 12:20

Asa T da McLaren

As equipes de Fórmula 1 estão preparadas para se engajar em um novo campo de batalha de design sobre asas T baixas em 2018, como parte de um esforço para recuperar o downforce perdido na parte traseira dos carros.

Uma brecha nos regulamentos técnicos do ano passado permitiu que as equipes usassem asas T altas nas barbatanas que cobriam o motor em uma tentativa de melhorar o desempenho.

Mas sua introdução causou um clamor entre fãs e equipes por causa de sua aparência, e uma proibição definitiva foi feita para a temporada de 2018.

Mas com as equipes da F1 conscientes dos benefícios que as pequenas asas conseguiram em termos de gerenciamento de fluxo de ar e aumento do downforce, é quase certo que esse conceito não será ignorado quando as equipes finalizarem seus carros de 2018.

À medida que os equipes conseguem recuperar a perda de downforce causada pela proibição da asa T alta, além da proibição dos assentos de macaco, parece provável que o desenvolvimento da asa T se abrirá em uma nova área do carro.

Isso ocorre porque a redação das regras de 2018 que proibiram as barbatanas de tubarão e asas T altas ainda deixa espaço para que outra área seja explorada.

Essa pequena área abaixo do limite proibido ainda está disponível para as equipes explorarem – uma área na qual a Williams testou elaborados conceitos da asa T no ano passado.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.