F1 – Bild: Ferrari deu ultimato a Vettel

Sebastian Vettel e Mattia Binotto

Em 15 de março, os motores de F1 na Austrália começam a uivar novamente, porque é quando a Formula 1 dá a largada na primeira das 22 corridas de 2019 – e com ela Sebastian Vettel, que está entrando em seu último ano de contrato com a Ferrari.

Ainda está em aberto se o alemão também conseguirá um contrato com os Vermelhos para 2021. Obviamente, depende muito do resultado das primeiras corridas.

De acordo com informações do Sport Bild da Alemanha, a decisão sobre o futuro de Vettel deve ser tomada o mais cedo possível, a fim de ter segurança de planejamento para a grande mudança de regra em 2021. De fato, a Ferrari deu um ultimato para o alemão. Ele tem que entregar, e rápido.

Especificamente, os cabeças da equipe italiana querem começar a negociar 2021 no início da F1 na Europa em maio. Isso significa que Vettel terá de quatro a um máximo de cinco corridas (Austrália, Bahrain, China, Vietnã e Holanda) para a Ferrari decidir seu futuro na Scuderia.

“Temos muito planejado para 2020. Comecei a me preparar para a nova temporada em dezembro. Só porque não corremos no inverno não significa que de repente vou para os mares do sul”, disse o alemão para o Sport Bild.”

Com o objetivo de começar cedo, a Ferrari não quer perder tempo este ano. Portanto, a apresentação do novo carro já está marcada para 11 de fevereiro, quatro dias antes de 2019 e bem antes dos adversários. Posteriormente, testes intensivos serão realizados.

“Leclerc é o piloto em que confiaremos no futuro, mas Sebastian é o coração do nosso projeto. Ele é importante para a nossa equipe no desenvolvimento do carro”, revelou Mattia Binotto, acrescentando: “Seus comentários no início de uma temporada são cruciais.”

Do ponto de vista de Vettel, o que é óbvio é que ele precisa “entregar” de cara para garantir uma extensão de seu contrato com a Ferrari.

Em entrevista à Motorsport Magazine, Sebastian Vettel alertou seus rivais:

“Estou confiante de que posso vencer qualquer piloto. Não tenho medo da concorrência. O contrário não faria sentido.”

“Se você quer vencer, mas tem medo de seus rivais, isso não acontece. É importante para mim saber como foi o ano e como me sinto.”

“Quero conseguir algo com a Ferrari. Essa é a minha motivação, meu objetivo. Eu quero provar que posso fazer isso. Ainda não o fiz, mas quero fazê-lo”, conclui Vettel.

Martin Brundle, da Sky Sports F1, insiste que Vettel ainda desfruta de um ritmo acelerado, mas que seus melhores anos definitivamente ficaram para trás, e tem isso a dizer sobre o tetracampeão alemão:

“Você não pode tirar nada dele. O que eu acho que ele sempre teve é, de alguma forma, é falta de discernimento no combate roda a roda, e isso está ficando cada vez mais claro à medida que envelhece.”

“Ele ainda tem velocidade. Algumas de suas voltas qualy são excelentes, muito rápidas.”

“Eu acho que ele tem o ritmo, você não o descartaria com pressa por um desconhecido, mas seu melhor já passou.”

Clique AQUI para fazer suas apostas esportivas

AS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.