F1 – Baku: Velocidade média baixa, máxima alta e muito estreita

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016 às 15:05
Circuito de Baku

Circuito de Baku

Os organizadores da primeira corrida de F1 do Azerbaijão revelaram mais detalhes sobre o circuito de Baku que sediará o GP da Europa deste ano.

Sua pista de seis quilômetros será maior do que todos os outros 20 circuitos do calendário de 2016 com a exceção de Spa-Francorchamps. Ela terá 20 curvas, mais do que qualquer outra além de Cingapura com 23 e Yas Marina com 21.

Mas a característica mais marcante da pista pode ser sua estreita largura em alguns lugares. O Código Esportivo Internacional da FIA aconselha uma largura mínima para os novos circuitos permanentes de 12 metros, além de uma largura extra de 3 metros no grid de largada. Mas Baku é um circuito temporário e será consideravelmente mais estreito do que isso em alguns lugares.

O circuito irá medir apenas 7,6 metros de largura em seu ponto mais estreito. Em outros pontos será mais largo, atingindo um máximo de 13 metros. Os carros de F1 têm 1,8 metros de largura e podem aumentar para 2 metros no próximo ano. A largura de referência da FIA para Hockenheim e Cingapura é 9m, embora, como a maioria dos circuitos, suas larguras variam ao longo de uma volta.

A velocidade média estimada de 211 km/h indica um tempo de volta em torno de 1:42,370. Isto colocaria a pista perto das mais lentas do calendário da F1 atual, mas mais rápida do que a maioria dos circuitos de rua, além do Circuito das Américas e do Autódromo Hermanos Rodríguez.

Tambem se espera ter uma velocidade máxima elevada, com os carros chegando a 340 km/h ao passar pelos boxes e chegando à zona de frenagem para a primeira curva. Esta seria a sexta maior velocidade máxima na atual programação da F1.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.