F1 – Assen precisa de poucas mudanças para sediar corridas

sexta-feira, 26 de janeiro de 2018 às 12:10

Circuito de Assen

O circuito de Assen na Holanda precisa de um trabalho relativamente pequeno para obter a licença da FIA de grau 1 necessária para realizar corridas de Fórmula 1.

O diretor da FIA, Charlie Whiting, fez recentemente sua primeira visita ao circuito e aconselhou seus proprietários sobre o que é necessário fazer para chegar ao padrão F1.

O circuito de 4,5 quilômetros, que atualmente possui uma licença de grau 2, não exigiria alterações significativas para atingir o grau 1. As revisões principais seriam para as zebras e a adição de novas instalações de segurança, incluindo barreiras TecPro em algumas curvas.

Um grande prêmio na Holanda poderia capitalizar a enorme popularidade do piloto da Red Bull, Max Verstappen. Grandes contingentes de fãs de Verstappen apareceram em várias corridas em 2017, principalmente o GP da Bélgica em Spa-Francorchamps.

O circuito de Hockenheim, que está retornando ao calendário da F1 este ano, já relatou um aumento nas vendas de ingressos atribuído ao “efeito Verstappen”.

O GP da Holanda foi anteriormente realizado em Zandvoort entre 1952 e 1985. A pista costeira também avaliou um possível retorno ao calendário da Fórmula 1.

O circuito de Assen foi construído em 1955. Inicialmente incorporou vias públicas, mas tornou-se uma pista permanente em 1992. Está intimamente identificado com a corrida anual de moto TT, mas também possui corridas para carros. Em 2007, a já extinta série Champ Car realizou uma das poucas corridas fora dos EUA na pista, que foi vencida por Justin Wilson.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.