F1 – As pesquisas sobre cockpit fechado continuam

segunda-feira, 29 de junho de 2015 às 14:54

Ferrari e McLaren no GP da Áustria

Os pilotos de F1 ficaram satisfeitos com a FIA assumindo a liderança na melhoria da proteção do cockpit, mas Alexander Wurz, presidente da GPDA, admite que já “pressionaram” por cockpits fechados no passado.

A questão da segurança do piloto está de volta no centro das atenções depois de perigoso incidente envolvendo Kimi Raikkonen e Fernando Alonso no GP da Áustria. Felizmente ambos os pilotos escaparam do incidente ilesos, mas mais uma vez destacou os perigos dos cockpits abertos.

Em declarações sobre o assunto, Wurz disse: “No passado, nós sempre pressionamos a FIA para isso, e na última década os encostos de cabeça estão um pouco mais altos e estão em uma posição fixa”.

“Existe um debate em curso e uma investigação que estamos envolvidos, de cobrir o capacete do piloto ainda mais, e continuar até a cobertura total, que foi extensamente pesquisado”.

“Eu sou favorável, mas temos de verificar se existem implicações causadas por um cockpit fechado, como a extração de um incêndio. É um tema permanente na investigação em curso”.

“Estamos satisfeitos pela investigação que a FIA e o Instituto FIA estão fazendo. Eles fazem um trabalho de alto nível, mas sabemos que é a área mais perigosa para os pilotos. No entanto, também é uma área delicada – e se fizermos uma alteração, ela poderia ter efeitos negativos e temos de ter cuidado com isso”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.