F1 – Abiteboul: Renault deve estar em posição de ganhar a um custo razoável

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018 às 12:25

Renault

Cyril Abiteboul, da Renault, diz que o nível atual de gastos da Fórmula 1 não é sustentável, insistindo que os gastos futuros terão que cair para que a fabricante permaneça comprometida com a categoria.

A Liberty Media, proprietária dos direitos comerciais da F1, ainda está em processo de elaborar um limite orçamentário e um esquema de distribuição de prêmios em dinheiro mais equitativo para as equipes, com um novo acordo a ser introduzido em 2021, juntamente com uma revisão dos regulamentos técnicos.

As três equipes inatacáveis da categoria – Mercedes, Ferrari e Red Bull – tiveram um desempenho extraordinário ao longo dos anos e consolidaram sua posição dominante na série.

O futuro pacote comercial, destinado a substituir o atual Acordo de Concorde, é, portanto, central para a ideia de alcançar um campo de atuação mais nivelado na F1, limitando os custos.

“Não quero me queixar da situação, porque quando entramos na Fórmula 1, sabíamos da situação”, disse Abiteboul, citado pelo site Racer.

“O que é notável é a corrida armamentista e o gasto implacável para ganhar – o que eu respeito totalmente e acho que proporcionou uma grande temporada de corridas este ano, então só precisamos ver como podemos imitar em algum momento”.

“Em algum momento haverá um acordo diferente sobre a distribuição de dinheiro. Em algum momento, terá que haver uma limitação de gastos porque, em nossa opinião, não é sustentável e acredito – corrija-me se estiver errado – mas acredito que é um sentimento compartilhado de todos”.

Conseguir um consenso entre as equipes sobre o corte de custos exigirá um esforço maciço de todas as partes envolvidas e, de fato, as negociações estão em andamento.

[the_ad id=”237860″]

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.