Ecclestone fazendo “tudo” para manter a Red Bull na Fórmula 1

quarta-feira, 30 de setembro de 2015 às 12:32

Dietrich Mateschitz e Bernie Ecclestone

Bernie Ecclestone acredita que “as coisas precisam se acertar rapidamente” para manter a Red Bull na F1 após as recentes ameaças da equipe em desistir da categoria.

A Red Bull está atualmente sem uma fornecedora de motores para 2016 depois de cortar os laços com a Renault, empresa com a qual dominou entre 2010 e 2013. Embora as negociações estejam em andamento com a Ferrari sobre um acordo de fornecimento para a próxima temporada, a Red Bull ameaçou abandonar a categoria se não tiver uma unidade de potência competitiva.

Um ponto de discórdia nas negociações são as demandas da Red Bull para a paridade de motor com a Ferrari, um negócio improvável de ser aceito por Maranello. Ecclestone acredita que o proprietário da Red Bull Dietrich Mateschitz perdeu a paciência com a situação atual e diz que tempo agora é o fator crítico para mantê-lo na F1.

“Ele provavelmente se irritou com tudo que está acontecendo”, disse Ecclestone. “Estou fazendo tudo que posso para a Red Bull ficar, mas as coisas precisam se acertar rapidamente. É sério quando ele diz que vai sair se as coisas não melhorarem”.

Ecclestone deixou claro que não quer que a Red Bull saia da categoria – uma decisão que provavelmente verá a Toro Rosso saindo também – e admitiu que a situação atual “não é a ideal”.

“A Red Bull, obviamente, quer os melhores motores para que possam competir, mas a Mercedes e Ferrari não querem fazer isso porque temem o que vai acontecer. Não é o ideal, mas o Sr. Mateschitz terá que ser paciente. Nós definitivamente não queremos que eles saiam”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.