Ecclestone: F1 demorou demais para tomar decisão

f1-bernie-eccestone

Bernie Ecclestone

A Fórmula 1 demorou demais para reagir à crise do coronavírus, de acordo com Bernie Ecclestone, ex-chefe executivo da categoria.

Nesta sexta-feira 13, a imagem que principal categoria do automobilismo apresentou ao mundo foi totalmente atabalhoada.

Depois que um membro da McLaren testou positivo para o coronavírus na quinta-feira, a maioria assumiu que o cancelamento do GP da Austrália era a única solução possível.

Mas então as notórias disputas internas da F1 começaram. As decisões foram tomadas internamente, mas não anunciadas. Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen deixaram Melbourne em um voo às 6 da manhã, e muitos espectadores ficaram trancados do lado de fora do Albert Park.

“O problema foi que eles não fizeram nada por tempo demais”, declarou Ecclestone, em sua fazenda de café no Brasil, à Auto Bild ao ser questionado sobre as atitudes da F1.

O britânico acredita que o atraso do anúncio do cancelamento ocorreu porque a FIA, a Liberty Media e o governo de Victoria estavam discutindo a responsabilidade financeira.

“No fim das contas, sempre é aquele que cancelou oficialmente”, disse Ecclestone. “Quem quer que seja, precisa assumir a responsabilidade, também financeira. Aparentemente, ninguém queria fazer isso”.

Clique AQUI para fazer suas apostas esportivas

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.