DTM quer mudanças nas regras da superlicença para a F1

quinta-feira, 5 de março de 2015 às 13:11

DTM

As três fabricantes da DTM estão se esforçando para a FIA reconsiderar o seu novo sistema de superlicença, para que a categoria não fique excluída da lista de séries que qualificam um piloto.

Como parte de uma mudança para impor critérios mais rigorosos para os pilotos receberem licenças da F1, a FIA introduziu um novo sistema em que os pilotos ganham pontos ao terem sucesso nas categorias menores.

Já houve alguma controvérsia com um futuro campeonato de F2 sendo premiado com o maior número de pontos, enquanto a Renault manifestou a sua preocupação com a FIA, já que as suas categorias não têm tanto peso, pois acredita que deveriam ter.

O site Autosport acha que os fabricantes da DTM, Mercedes, Audi e BMW, também já escreveram em conjunto para a FIA para pedir que o órgão dirigente analise novamente o sistema, depois de deixar a categoria completamente de fora.

Eles acreditam que a competitividade da DTM, e o fato de que tem sido um trampolim para a F1 para os pilotos no passado, é a prova de que não deve ser ignorada.

Fontes em todos os três fabricantes confirmaram a Autosport que estão unidos em sua crença de que a DTM deve ser adicionada à lista de superlicença da FIA.

Conseguindo que o campeonato seja incluído, seria da maior utilidade para a Mercedes, cujo piloto reserva da F1, Pascal Wehrlein, atualmente não teria uma superlicença em 2016 sob os critérios atuais, independentemente do que ele conseguir na DTM este ano.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.