Carey quer mais equipes alemãs na Fórmula 1

quinta-feira, 20 de julho de 2017 às 8:58
Chase Carey

Chase Carey

Chase Carey, CEO da Fórmula 1, diz que quer que mais montadoras alemãs se juntem à categoria.

Não só isso, o americano – que agora dirige a categoria na saída de Bernie Ecclestone – declarou ao Sport Bild que vai lutar para manter um grande prêmio alemão no calendário.

Ausente em 2017, Hockenheim retorna ao cronograma para 2018 e Carey disse: “Temos um campeão alemão, um carro alemão como campeão, um concorrente alemão pelo título este ano e gostaríamos de ter mais equipes alemãs”.

“O GP da Alemanha tem uma ótima história e queremos lutar por isso para continuar”, acrescentou.

Perguntado se por “mais equipes alemãs” ele se referia a BMW, Porsche ou Audi, Carey admitiu: “Claro”.

“Nosso objetivo é que empresas como essas desejam equipes na Fórmula 1, e é por isso que estamos ajustando as condições técnicas e econômicas”.

Carey também anunciou que a Liberty Media dará o nome de Michael Schumacher à uma sala de conferências na nova sede da F1 em Londres.

“Michael é uma figura de culto do esporte”, disse o americano.

“Ele define o melhor em um piloto de corrida da F1, então vamos o homenagear nomeando uma das salas de conferência”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.