Cancelamento do GP da China deve custar $43 milhões à F1

Fórmula 1 – China 2019

A Fórmula 1 parece destinada a perder pelo menos 43 milhões de dólares por causa da crise do coronavírus.

Diante do adiamento e possível cancelamento do GP da China por motivos de “força maior”, os promotores do Juss Sports Group podem ter direito a uma restituição de taxa de corrida paga à Liberty Media.

Escrevendo no City A.M. de Londres, o jornalista Christian Sylt relatou que os documentos da companhia afirmam que cancelamentos “devido ao surto de doenças” significam que a F1 pode ter uma “perda de renda”.

“Se o cancelamento de um evento for provocado por força maior, o promotor da corrida não é obrigado a pagar a taxa de promoção para a F1”, acrescentam os documentos.

A prova inaugural no Vietnã também está em dúvida, mas acredita-se que os organizadores estão adiando uma decisão sobre sua realização na esperança de que a situação melhore.

Até agora, houve mais de 70 mil casos confirmados de coronavírus e 1.874 mortes confirmadas.

Clique AQUI para fazer suas apostas esportivas

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.