Brawn: Mercedes não deverá lutar pelo título da Formula 1 antes de 2013

terça-feira, 13 de setembro de 2011 às 12:13
f111-brawn-australia-sabado615

Conteúdo patrocinado por: selopatrocinio

Visar o campeonato mundial em 2012 não é realista para a Mercedes GP, de acordo com o chefe da equipe Ross Brawn.

“Nossa intenção é melhorar a cada ano, e está claro que, nesse sentido, não podemos estar satisfeitos”, declarou Brawn ao jornal El Pais da Espanha.
“No ano passado, ficamos em quarto e continuamos nessa posição. O próximo passo deve ser lutar pelo terceiro ou segundo, e então disputar o título em 2013. Você precisa progredir, e quando isso não ocorre, tem de saber o motivo e mudar sua estratégia”.
Ele disse que não está preocupado com a possibilidade de a Mercedes-Benz perder a paciência. “A Mercedes sabe que tipo de desafio é competir na Fórmula 1, e é por isso que quer provar que é capaz de enfrentar o desafio e ter sucesso. É o campeonato mais competitivo e complicado, e se vencer fosse fácil, não seria interessante”.
Mas Brawn avisou que, com apenas algumas pequenas mudanças no regulamento em 2012, a Red Bull deverá ditar o ritmo novamente. “Se você está vencendo, como a Red Bull agora, esse é o cenário ideal. Quando as regras não mudam, há menos possibilidades de ter interpretações diferentes delas”.
Portanto, Brawn duvida que haverá “idéias revolucionárias” no grid da Fórmula 1 no próximo ano.
Enquanto isso, ele reconheceu que não foi pessoalmente responsável pela idéia do difusor duplo que recebeu crédito pelo título da Brawn GP em 2009. “Foi um engenheiro japonês da Honda (ex-proprietária). Ele apresentou a idéia, nós analisamos e descobrimos que era viável”.

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.