Brawn acha que as equipes da Formula 1 respeitarão o fechamento de agosto

r_brawn.1As equipes da Fórmula 1 não irão policiar se suas rivais respeitarão o fechamento das fábricas em agosto.
No raro intervalo de um mês entre os GPs da Hungria e Bélgica, as equipes concordaram com um período obrigatório de duas semanas no qual as fábricas ficam fechadas. Os funcionários não podem sequer trocar e-mails, mas o chefe da Mercedes, Ross Brawn, admitiu que o fechamento não é realmente policiado.
“Nós confiamos uns nos outros, e temos certeza de que todos respeitarão os acordos”, declarou ele à agência de notícias DPA.
Porém, o jornalista brasileiro Livio Oricchio disse que duvida que o acordo será estritamente cumprido, argumentando que “não faria sentido” no meio de uma temporada da Fórmula 1.
Entretanto, o projetista da Red Bull, Adrian Newey, disse que pretende tirar férias. “Acredito que você precisa ser capaz de parar de trabalhar e pensar, caso contrário isso consumiria todas as suas energias e provavelmente não seria saudável”, afirmou ele.
Outro jornalista, Stefano Mancini, escreveu no jornal La Stampa que “ninguém em seu juízo perfeito” acha que pessoas como Newey realmente “apagarão as luzes de seu escritório e dirão aos colegas ‘vejo vocês em duas semanas’. As fábricas vão parar, mas os cérebros não”.
Brawn concordou: “Não podemos escapar completamente disso, porque é nossa natureza, mas é claro que é melhor refletir na praia do que no escritório”.

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.