Tilke nega que Baku é perigoso demais para a F1

Circuito de Baku, Azerbaijão

Circuito de Baku, Azerbaijão

Hermann Tilke minimizou os temores de que Baku, o mais novo circuito da Fórmula 1, pode não ser suficientemente seguro.

Nesta semana, dois respeitados jornalistas questionaram se a categoria comprometeu a segurança ao aprovar o traçado de rua mais veloz da história.

Escrevendo para o Blick, Roger Benoit disse que a F1 está se preparando para seu “fim de semana mais perigoso”, com as velocidades devendo igualar ou até mesmo superar aquelas vistas em Monza.

“Em velocidades tão altas, com muros de ambos os lados e pouca área de escape, o risco de consequências sérias é grande”, concordou o brasileiro Livio Oricchio.

Porém, Hermann Tilke, arquiteto do circuito, garantiu que a segurança foi levada a sério em Baku. “As curvas são rápidas, mas bastante suaves e com ‘soft walls’, a mesma tecnologia utilizada nos ovais norte-americanos”, declarou ele.

Quanto às velocidades extremamente altas e a falta de áreas de escape, Tilke respondeu: “Isso é de responsabilidade da FIA. Eles enviaram seu delegado (Charlie Whiting) para cá e trabalharam duro para tornar tudo seguro”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.