Terceiros carros para pilotos convidados impulsionariam a Fórmula 1, diz Andretti

Mario Andretti vence o GP da África do Sul em 1971

A lenda da Fórmula 1, Mario Andretti, acredita que as principais equipes da F1 devem ter terceiros carros para pilotos convidados em determinadas corridas.

O campeão mundial de 1978 teve sua primeira oportunidade de F1 nesta situação e, depois de ler a recente sugestão do chefe da Mercedes, Toto Wolff, de que as equipes deveriam ter terceiros carros para os jovens pilotos, quer ver a prática reintroduzida.

Em 1968, o então líder da USAC Indy, Andretti, dirigiu um terceiro carro de fábrica, um Lotus, no GP dos Estados Unidos, em Watkins Glen, conquistando a pole position.

Três anos depois, ele pilotou um terceiro carro de fábrica da Ferrari em sete corridas, marcando sua primeira vitória na corrida em Kyalami, na África do Sul.

“Estamos sempre buscando um ângulo para tentar promover a F1 de maneira diferente e tentar alcançar os torcedores”, disse Andretti ao site Autosport.

“Primeiro de tudo, foi assim que eu consegui minha oportunidade”.

“Colin Chapman me deu um assento em uma equipe de ponta em um carro competitivo, e essa é a razão pela qual eu estava na pole em um terceiro carro. Eu ganhei minha primeira corrida na África do Sul com a Ferrari com um terceiro carro”.

“O ponto que estou defendendo é que impulsionei minha carreira porque eu tinha um carro competitivo debaixo de mim”.

“A grande coisa nos Estados Unidos é chegar a outra base de fãs. Você pode imaginar a promoção se Josef Newgarden como campeão da Indy fosse convidado pela Mercedes, Ferrari ou Red Bull em um terceiro carro para o GP dos Estados Unidos? Atrairia 40.000 pessoas provavelmente”.

Quer concorrer a uma réplica do capacete do Ayrton Senna? Clique AQUI e palpite sobre quem vai vencer o GP de Cingapura da Formula 1!

IB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.