Piloto da Semana: NASCAR – Etapa de Homestead – 25/11/2015

Kyle Busch

Nome: Kyle Thomas Busch. Nascimento: 2 de maio de 1985, em Las Vegas, Estados Unidos. Equipe: Joe Gibbs Racing/Toyota (NASCAR). Títulos: Campeão da NASCAR XFINITY Series (2009); Campeão da NASCAR Sprint Cup (2015).

Uma das maiores voltas por cima da história do automobilismo. Foi o que se viu neste domingo (22/11) na “Ford EcoBoost 400″, a 36ª e última etapa da NASCAR Sprint Cup em 2015.

Trata-se do primeiro título de Kyle Busch. Conhecido por “amarelar” no Chase em anos anteriores, o piloto da Joe Gibbs desta vez usou a regularidade para avançar com chances até a última corrida no Homestead-Miami Speedway, onde venceu com autoridade. De quebra, deu o primeiro título para a Toyota.

Busch ficou ausente das 11 primeiras etapas do ano após ter quebrado a perna em Daytona durante prova da XFINITY Series. Teve apenas 15 provas para definir uma improvável classificação ao Chase contra 26 dos demais pilotos, mas conseguiu ao emendar quatro vitórias no meio do ano.

Hoje, ele quase sempre esteve na frente dos seus três adversários pelo título. Jeff Gordon chegou a ser campeão entre a segunda e a terceira relargada; Kevin Harvick entre a terceira e um pit stop em bandeira verde após a quarta; e Martin Truex Jr. por alguns instantes após trocar dois pneus durante a sexta bandeira amarela.

Kyle Busch liderou pela primeira vez após a 20ª volta, quando ultrapassou Joey Logano, que liderava desde a largada mas não havia trocado pneus durante uma bandeira amarela. Sempre se manteve entre os primeiros colocados, e na 173ª volta vinha em segundo atrás de Brad Keselowski, posições assumidas por eles na penúltima relargada.

Na ocasião, Harvick vinha em quarto, e Gordon e Truex Jr. já não eram mais páreo. Kyle Larson chegou a passar Busch a 14 voltas do final, mas uma última bandeira amarela restando 11 voltas trouxe tensão para uma corrida que parecia decidida.

Após um último pit stop para colocação de pneus novos, Busch saiu em segundo, mas na relargada deixou Keselowski para trás para fechar o título com chave de ouro. Harvick reagiu e chegou a colar nele, mas acabou 1s553 atrás em segundo.

Keswlowski e Logano, os que mais lideraram no dia, chegaram na terceira e na quarta posição, seguidos por Larson. Jeff Gordon, que chegou a liderar mas perdeu terreno após a quarta bandeira amarela, encerrou sua gloriosa carreira com um sexto lugar. Truex acabou em 12º.

A prova teve um atraso de cerca de 1h30 devido à chuva. Foram sete bandeiras amarelas em 30 voltas. O único acidente da prova se deu na 47ª volta, quando Clint Bowyer rodou na frente de Dale Earnhardt Jr. e vários carros se envolveram.

Kyle Busch está envolvido na NASCAR desde 2003. Em 2005 disputou sua primeira temporada completa na Sprint Cup e obteve suas duas primeiras vitórias. Como um dos pilotos mais ecléticos nos EUA, divide suas atenções entre as três categorias da NASCAR: a Sprint Cup, onde tem 34 vitórias e 17 pole positions, a XFINITY, com 76 vitórias, 48 poles e um título em 2009, e a Truck Series, onde tem equipe própria e já venceu 44 vezes com 17 poles. Faltava o título da categoria principal, que veio em grande estilo no último domingo. Por isso, ele é o Piloto da Semana do Autoracing.

Kyle Busch (NASCAR) obteve a vitória entre os internautas com 49% dos votos. Stoffel Vandoorne (GP2) ficou na segunda posição com 20% dos votos.

Texto: Eduardo Behling 

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.