Piloto da Semana: GP da Espanha – 18/05/2016

Max Verstappen

Max Verstappen

Nome: Max Emilian Verstappen. Nascimento: 30 de setembro de 1997, em Hasselt, Bélgica. Equipe: Red Bull-TAG Heuer (Fórmula 1).

Max Verstappen fez história na Fórmula 1 com a vitória no GP da Espanha, enquanto a luta entre os pilotos da Mercedes, Lewis Hamilton e Nico Rosberg, implodiu após 30 segundos na primeira volta.

Em sua estreia na Red Bull depois de trocar de equipe com Daniil Kvyat, Verstappen se tornou o piloto mais jovem a vencer uma corrida aos 18 anos e 227 dias, batendo o recorde de Sebastian Vettel por mais de dois anos.

Verstappen liderou as últimas 32 de 66 voltas em Barcelona, completando com perfeição uma estratégia de duas paradas e chegando apenas 0.6s à frente da Ferrari de Kimi Raikkonen, com Vettel em terceiro.

A prova também ficou marcada pelo que aconteceu entre Hamilton e Rosberg. O alemão largou melhor do segundo lugar no grid e passou seu companheiro de equipe por fora na primeira curva.

Na sequência, Hamilton saiu muito bem da curva 3 e foi para a direita na tentativa de colocar por dentro. Rosberg se defendeu agressivamente da manobra ambiciosa do britânico, que tinha sua asa dianteira alinhada com a roda traseira direita do rival.

Tentando evitar uma colisão, Hamilton foi para a grama, mas imediatamente perdeu o controle e atingiu Rosberg, mandando ambos para a caixa de brita da curva 4.

O incidente provocou a entrada imediata do safety car, com Daniel Ricciardo liderando à frente do novo companheiro Verstappen, de Carlos Sainz (Toro Rosso) – que havia largado em oitavo – e das Ferraris de Vettel e Raikkonen.

Depois que Vettel e Raikkonen ultrapassaram Sainz, uma tensa batalha entre Red Bull e Ferrari teve início. Elas utilizaram a mesma tática em suas primeiras paradas para colocar os pneus médios, mas posteriormente separaram suas estratégias.

Ricciardo voltou ao composto macio após seu segundo pit-stop – indicando um plano de parar três vezes – e foi seguido por Vettel na volta subsequente.

Verstappen, que havia se aproximado de Ricciardo, e Raikkonen continuaram na pista, entrando apenas nas voltas 34 e 35, respectivamente, para colocar pneus médios em uma estratégia de duas paradas com um trecho longo até o final.

Depois de apenas oito voltas com os macios, a Ferrari tomou a decisão tática de chamar Vettel para seu terceiro pit-stop, voltando ao composto médio.

Tendo feito algumas voltas ruins, o líder Ricciardo recebeu seu jogo de médios após 43 voltas, retornando um pouco distante de Vettel, com Verstappen mantendo uma margem de um segundo sobre Raikkonen na frente.

Apesar da pressão constante de Raikkonen, Verstappen se segurou na frente até a bandeirada para conquistar uma vitória incrível.

Ricciardo tentou ultrapassar Vettel na curva 1 quando restavam sete voltas, mas perdeu ligeiramente o ponto de freada e permitiu que o tetracampeão desse o troco. Vettel foi forçado a tomar uma ação evasiva para evitar um toque em Ricciardo quando o australiano retornou à pista.

Ricciardo continuou pressionando, mas seu pneu traseiro direito estourou na penúltima volta, o que o obrigou a fazer uma nova troca, e com uma grande vantagem sobre o quinto colocado Valtteri Bottas (Williams), ele ainda se manteve em quarto.

Um talento precoce. Assim é Max Verstappen, que após uma carreira bem-sucedida no kart, iniciada aos quatro anos de idade, estreou nos monopostos aos 16, no final de 2013. Disputou a temporada completa da Fórmula 3 Europeia em 2014, terminando o campeonato em terceiro lugar pela Van Amersfoot Racing. Logo de cara passou a fazer parte do programa de pilotos da Red Bull.

Sua estreia na F1 foi em 2015, pela “satélite” Toro Rosso. Seus melhores resultados foram dois quartos lugares, nos GPs da Hungria e dos Estados Unidos, terminando o ano na 12ª posição com 49 pontos. Neste ano, nas quatro primeiras etapas pela Toro Rosso, marcou 13 pontos, sendo sexto colocado no Bahrain.

Suas atuações chamaram a atenção de grandes equipes, como Mercedes e Ferrari, que passaram a cogitar sua contratação para 2017. Mas a Red Bull foi mais rápida ao efetivá-lo no lugar de Daniil Kvyat já para o GP da Espanha, e sua estreia na equipe principal foi bombástica, com vitória. O que virá a seguir para o Piloto da Semana do Autoracing?

Max Verstappen (F1) obteve a vitória entre os internautas com 72% dos votos. Kimi Raikkonen (F1) ficou na segunda posição com 7% dos votos.

Texto: Eduardo Behling e Leandro Schmidt

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.