Piloto da Semana: GP da China – 20/04/2016

Daniel Ricciardo

Daniel Ricciardo

Nome: Daniel Ricciardo. Nascimento: 1º de julho de 1989, em Perth (Austrália). Equipe: Red Bull-Renault (Fórmula 1). Títulos: Campeão da Fórmula Renault 2.0 West European WEC (2008); Campeão da Fórmula 3 inglesa (2009).

O GP da China prometia muito e acabou entregando ainda mais! Uma corrida sensacional com pegas da primeira à última volta!

Tudo começou na primeira curva, quando Vettel tocou em Raikkonen, tirou o finlandês da pista e provocou uma série de eventos em cadeia de quem vinha atrás.

Foram vários toques que obrigaram alguns pilotos a parar para trocar bicos, além de um monte de detritos que acabaram furando um pneu de Ricciardo, que largou bem e surpreendentemente liderava a corrida até então.

Após o evento na curva 1, Vettel culpou Kvyat pelo rádio, descrevendo-o como “um louco” que tinha feito uma manobra “suicida” (?) e discutindo com ele após a corrida.

Hamilton tinha feito cinco ultrapassagens até a curva 1, mas depois de colher um pedaço da asa de Raikkonen, o britânico foi atingido por Felipe Nasr e acabou com sua própria asa dianteira, que ficou debaixo do carro.

Isso causou danos no assoalho, resultando em uma perda de downforce e dificultando a recuperação de Hamilton.

Os detritos na pista resultantes dos toques na curva 1 causaram a entrada do safety-car. Durante as cinco voltas em que o safety car esteve na pista, Hamilton fez duas paradas para trocar pneus, o que lhe deu liberdade de escolha de composto para o resto da prova.

Quando o safety-car saiu, atrás do líder Rosberg havia um número de pilotos-chave fora de posição, com Vettel em 15º, Ricciardo em 17º, Raikkonen em 19º e Hamilton em 21º.

O que se seguiu foi um passeio de Rosberg, enquanto os outros brigavam ferozmente volta a volta para recuperar posições, o que forçou uma quantidade anormal de pegas e ultrapassagens em todos os pelotões que foram se formando.

Kvyat correu em segundo durante a maior parte da corrida, com Vettel usando um breve período os pneus super macios e fazendo uma grande corrida de recuperação para alcançá-lo novamente.

Eles trocaram de lugares imediatamente após as paradas finais, quando a Ferrari colocou Vettel com pneus macios e ele atacou o russo, que estava calçado com o composto médio.

Hamilton chegou em Felipe Massa para tentar o sétimo lugar, mas ele não conseguiu ultrapassar o brasileiro de jeito nenhum, ao contrário, enquanto ele tentava, ele e Massa foram ultrapassados por Ricciardo e depois por Raikkonen, ambos fazendo ótima corrida de recuperação.

Ricciardo conseguiu chegar em P4 pela terceira corrida consecutiva, com Raikkonen em P5, seguido por Massa, Hamilton, Max Verstappen e Carlos Sainz Jr, com Valtteri Bottas completando o top 10.

Apesar dos inúmeros incidentes, todos os 22 carros completaram a corrida, com Jolyon Palmer sendo o último a ver a bandeira quadriculada.

Daniel Ricciardo iniciou sua carreira no kart aos nove anos de idade, estreando nos monopostos em 2006, pela F-BMW Ásia. Foi campeão pela primeira vez em 2008, na F-Renault 2.0 da Europa Ocidental. No ano seguinte já estava na F-3 Inglesa, sagrando-se campeão de cara. Protegido da Red Bull, testou na Fórmula 1 pela primeira vez ao final de 2009, já sendo efetivado como um dos reservas da equipe, ao mesmo tempo em que passaria uma temporada na F-Renault 3.5.

Estreou como titular em 2011, emprestado à pequena HRT. No ano seguinte já apareceu na “satélite” Toro Rosso: foi 18º colocado com 10 pontos, tendo nonos lugares como melhores resultados. Em 2013, com dois sétimos lugares na conta, foi 14º com 20 pontos.

Tal desempenho e a aposentadoria de Mark Webber deram ao australiano a vaga na Red Bull para 2014. E ele não decepcionou, sendo de cara o piloto de maior destaque fora a dupla dominante da Mercedes, superando na pista seu renomado companheiro de equipe, o tetracampeão Sebastian Vettel. Foram três vitórias (Canadá, Hungria e Bélgica) e o terceiro lugar no campeonato. No ano passado, seu carro piorou de rendimento, o melhor resultado foi um segundo lugar em Cingapura e acabou o ano em oitavo. Em 2016, parece que a maré virou, com três quartos lugares nas três primeiras provas. Por isso, ele é o Piloto da Semana do Autoracing.

Daniel Ricciardo (F1) obteve a vitória entre os internautas com 25% dos votos. Felipe Massa (F1) ficou na segunda posição com 21% dos votos.

Texto: Adauto Silva e Eduardo Behling

 

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.