PCP, protetor de cockpit, um projeto brasileiro criado em 2009

bira-cockpit-1

Colaboração: Designer Bira

Após o acidente de Henry Surtees e Felipe Massa em 2009, foi criado no Brasil o projeto de um dispositivo de segurança de cockpits, o PCP, com design de barras laminares sobre a cabeça do piloto, design básico frontal, barras retráteis, articuladas, e inúmeras outras variações de design.

Após muitas conversas com o diretor da FIA Charlie Whiting, e de um convite pessoal dele, em 2012 o PCP foi apresentado em Paris para os engenheiros do grupo O.C.R.G de cockpits abertos. Desde lá a FIA vem analisando este conceito de dispositivo brasileiro.

Mas infelizmente as coisas ainda não mudaram, e mais um acidente aconteceu, agora na Indy.

E essa semana foram enviadas mais duas versões de PCP para Charlie Whiting, constantemente em contato com o projeto.

A primeira trata-se de uma versão 4 em 1, que mistura o PCP frontal, o de Barras laterais laminares (primeira criação), o de barras articuladas para cima, e o retrátil.

Como sempre, as barras ficam posicionadas nas extremidades laterais da abertura do cockpit, mas os retrovisores são integrados ao dispositivo, criando uma única estrutura rígida de proteção da cabeça do piloto.

As barras posicionadas lateralmente melhoram a visão frontal do piloto, mantendo apenas a pequena barbatana mais estreita no centro e a abertura total do cockpit livre para o piloto entrar e sair por entre as barras superiores.

Porém, como no design dos modelos anteriores, as barras podem ser RETRÁTEIS acompanhando o modelo criado em 2013 ( quando o F1 está parado, imóvel, as barras ficam abaixadas facilitando a entrada e saída, quando o F1 se move as barras automaticamente levantam mantendo a proteção). Ou as barras podem ser articuladas abrindo-se para cima, como apresentado na maquete para os engenheiros da FIA em Paris, 2012.

( sketchs rápidas do projeto )

bira-cockpit-1

A segunda opção é uma variação de PCP FRONTAL

Nesta versão mais simplificada, a estrutura mantém suas barras laminares na posição lateral e horizontal. E quais são as vantagens:

– Proporciona melhor visão ao piloto, que não terá elementos verticais diretamente a frente de seus olhos.
– Também integra os retrovisores a estrutura rígida, ampliando um pouco a proteção lateral do cockpit.
– Não possui barras sobre a cabeça do piloto, mantendo a abertura do cockpit totalmente livre ( como é hoje ) para sua entrada e saída, e proporciona um melhor acesso dos paramédicos em casos de acidentes.
– Protege de impactos frontais e laterais desviando pequenos e grandes objetos.
– Seu desenvolvimento e instalação são um pouco mais simplificados e rápidos para sua implantação na F1.

bira-cockpit-2

O PCP protege de impactos “desviando” pequenos e grandes objetos vindo frontalmente e lateralmente da cabeça do piloto, e “sempre” mantém o cockpit aberto para o piloto sair do F1 em caso de emergência.

(Maquete física esc 1:18 com um dos modelos do projeto PCP apresentada na FIA em 2012)

bira-cockpit-3

bira-cockpit-4

bira-cockpit-5

Abaixo os desenhos do primeiro modelo de PCP criado em 2009.

bira-cockpit-6

bira-cockpit-7

Mas infelizmente, depois de todos esses anos, ainda temos mortes por ferimentos na cabeça do piloto.
A FIA começa a mostrar modelos do que pode vir a ser criado para os próximos anos para solucionar este problema.
Resta saber que design será adotado… aguardemos os próximos capítulos dessa novela.

Conheça todos os detalhes do projeto brasileiro do dispositivo PCP em:

http://www.designerbira.blogspot.com.br/2009/07/palavras-de-emerson-fittipaldi-logo.html

Designer Bira
Sumaré – SP

Quer ver todos os textos de colaboradores? Clique AQUI

Os artigos publicados de colaboradores não traduzem a opinião do Autoracing. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate sobre automobilismo e abrir um espaço para os fãs de esportes a motor compartilharem seus textos com milhares de outros fãs.

AS - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que contenham ofensas não serão aprovados pelo moderador.