O brilhante jogo psicológico de Lewis Hamilton

Lewis Hamilton e Nico Rosberg

Por: Fernanda de Lima

E mais: o homem que salvou a vida de Kimi Raikkonen nos treinos livres pro GP de Mônaco (hilário)

Não tive tempo de escrever logo após o GP da Espanha. Perdi o timing. Paciência. Agora é olhar pra frente.

E nesse momento quando olhamos para a frente, quem avistamos? Lewis Hamilton, que assumiu a ponta do campeonato pela primeira vez. Agora são 100 pontos contra 97 de seu companheiro de equipe, Nico Rosberg. E olha, o inglês parece mais forte do que nunca e está jogando um joguinho que deve estar fazendo com que Rosberg arranque aqueles cabelos loiros!

A gente sempre ouve aquela história do quanto a parte psicológica é importante para qualquer atleta, em qualquer esporte. O quanto às vezes um atleta supera um adversário mais talentoso por ter uma estabilidade mental impressionante. Se eu acho que esse é o caso entre Hamilton e Rosberg? Não. Mas acho que Lewis está trabalhando com eficiência para enfraquecer Nico de todas as maneiras que estão ao seu alcance.

Além das quatro vitórias consecutivas de seu principal adversário, da perda da liderança, o que mais pode afetar a autoestima e parte psicológica do alemão? Que tal o fato de, além de ganhar, Lewis ter sempre feito questão de declarar que Nico vinha mais rápido que ele nas disputas diretas? Ele faz questão de levantar isso. Mas por quê? Ponto 1: levanta a sua própria moral, “estou batendo o cara mesmo ele estando em melhores condições que eu”. Ponto 2: deixa Rosberg com cara de que não teve competência para ultrapassá-lo: “você estava com o carro mais rápido e mesmo assim não conseguiu me passar. Fale-me mais sobre isso”. A F1 também é um joguinho psicológico, e, pra mim, Hamilton, estando realmente mais lento ou não, tem o jogado muito bem…

pit stop: Eu amo o Kimi porque só ele é capaz de nos proporcionar momentos como o de quase ser atropelado por Sebastian Vettel nos treinos livres para o GP de Mônaco hahahahaha. Felizmente, os engenheiros da Red Bull estavam mais atentos que o nosso finlandês preferido, e o salvaram de um possível trágico e inusitado acidente.

Aqui a cena e uma breve entrevista com o salvador de Kimi que disse que não rolou nem um obrigado. Oras, é de Kimi Raikkonen que estamos falando :P

Fernanda de Lima

Leia e comente outras colunas de Fernanda de Lima

AS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.