Novato Alexander Rossi economiza combustível e fatura a 100ª Indy 500

Alexander Rossi

Alexander Rossi

Um final surpreendente marcou a 100ª edição das 500 Milhas de Indianápolis. Os primeiros colocados tiveram que parar nas últimas sete voltas para reabastecer, e com isso a vitória caiu nas mãos de Alexander Rossi.

O norte-americano de 25 anos, ex-piloto de Fórmula 1, vinha com uma tática ligeiramente diferente dos demais e já tinha estado em primeiro por não parar nas bandeiras amarelas. Mas foi na 197ª das 200 voltas, após a parada de Carlos Muñoz, que o piloto da Andretti/Herta assumiu a ponta em definitivo.

O colombiano, que tinha ultrapassado Josef Newgarden na 191ª volta, voltou “babando” para cima do companheiro de equipe, que se arrastava pela pista. Mas não conseguiu se aproximar e chegou em segundo, repetindo seu melhor resultado na Indy 500.

O piloto da Ed Carpenter Racing chegou em terceiro: ele se alternou na liderança com Tony Kanaan após o penúltimo pit stop de ambos, até ambos serem engolidos por Muñoz. O brasileiro da Ganassi ficou na quarta posição, após pit stop na 193ª volta.

Kanaan, 18º no grid, assumiu a ponta pela primeira vez na 109ª volta, após passar Ryan Hunter-Reay (Andretti). Ele voltou a estar em primeiro após uma relargada na 159ª, depois na 168ª, na última bandeira verde: a última vez em que esteve em primeiro foi na 183ª volta.

Charlie Kimball (Ganassi) terminou em quinto, seguido por James Hinchcliffe: o piloto da Schmidt Peterson largou na pole position e se alternou na liderança na primeira metade da corrida com Hunter-Reay e Townsend Bell (Andretti), só que estes dois pilotos saíram da briga ao se chocarem nos boxes durante a quinta parada.

Scott Dixon (Ganassi), Sebastien Bourdais (KV) e Will Power (Penske) completaram o top ten. Logo atrás chegou Hélio Castroneves: o brasileiro da Penske era outro forte aspirante à vitória, tendo assumido a liderança pela primeira vez na 90ª volta, ao passar Hinchcliffe.

Castroneves escapou ileso da batida entre os carros da Andretti nos boxes. Mas não conseguiu se livrar de um toque de J.R. Hildebrand (ECR), tendo que trocar sua asa dianteira durante seu penúltimo pit stop. Caiu para 20º e se recuperou parcialmente.

Líder do campeonato, Simon Pagenaud (Penske) foi apenas 19º após encarar uma punição por liberação insegura dos pits. Seu companheiro de equipe, Juan Pablo Montoya, bateu sozinho na saída da curva 2, na 64ª volta.

A bandeira amarela foi acionada seis vezes. Além de Montoya, também se acidentaram Sage Karam (DRR), na 94ª volta, Mikhail Aleshin (Schmidt Peterson) e Conor Daly (Dale Coyne), na 115ª e Takuma Sato (A.J. Foyt) na 163ª. Buddy Lazier perdeu uma roda na 150ª volta.

Classificação da prova:

Pos. Piloto Carro Marca Voltas Grid
1 Alexander Rossi 98 Honda 200 11
2 Carlos Munoz 26 Honda 200 5
3 Josef Newgarden 21 Chevrolet 200 2
4 Tony Kanaan 10 Chevrolet 200 18
5 Charlie Kimball 42 Chevrolet 200 16
6 JR Hildebrand 6 Chevrolet 200 15
7 James Hinchcliffe 5 Honda 200 1
8 Scott Dixon 9 Chevrolet 200 13
9 Sebastien Bourdais 11 Chevrolet 200 19
10 Will Power 12 Chevrolet 200 6
11 Helio Castroneves 3 Chevrolet 200 9
12 Oriol Servia 77 Honda 200 10
13 Marco Andretti 27 Honda 200 14
14 Graham Rahal 15 Honda 200 26
15 Max Chilton 8 Chevrolet 200 22
16 Jack Hawksworth 41 Honda 200 31
17 Alex Tagliani 35 Honda 200 33
18 Pippa Mann 63 Honda 199 25
19 Simon Pagenaud 22 Chevrolet 199 8
20 Gabby Chaves 19 Honda 199 21
21 Townsend Bell 29 Honda 199 4
22 Matt Brabham 61 Chevrolet 199 27
23 Bryan Clauson 88 Honda 198 28
24 Ryan Hunter-Reay 28 Honda 198 3
25 Spencer Pigot 16 Honda 195 29
26 Takuma Sato 14 Honda 163 12
27 Mikhail Aleshin 7 Honda 126 7
28 Stefan Wilson 25 Chevrolet 119 30
29 Conor Daly 18 Honda 115 24
30 Buddy Lazier 4 Chevrolet 100 32
31 Ed Carpenter 20 Chevrolet 98 20
32 Sage Karam 24 Chevrolet 93 23
33 Juan Pablo Montoya 2 Chevrolet 63 17

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.