MotoGP – Yamaha: Lorenzo em 2017 não teria feito diferença

Jorge Lorenzo

O chefe da Yamaha MotoGP, Lin Jarvis, diz que a presença de Jorge Lorenzo não teria feito nenhuma diferença durante as lutas da equipe em 2017. O três vezes campeão da MotoGP Lorenzo deixou a equipe após nove temporadas para se juntar à Ducati no início do ano.

O seu lugar foi ocupado por Maverick Viñales, e, apesar do bom início de temporada, os problemas técnicos em curso com a aderência traseira da moto significaram que Viñales e seu companheiro de equipe, Valentino Rossi, terminaram em terceiro e quinto, respectivamente, na classificação do campeonato.

“Se nós sentimos falta dele (Lorenzo)? Não”, garantiu Jarvis. “É claro que tivemos um longo relacionamento com Jorge, ele ganhou três títulos conosco, então temos muitas boas lembranças de Jorge e ainda o vemos ao redor do paddock”.

“Eu acho que teríamos encontrado os mesmos problemas que encontramos com ou sem Jorge. Sinto falta dele em um nível social, mas não penso em termos de desempenho. O Maverick teve uma temporada muito boa conosco, terminou em terceiro, dando um passo à frente”, prosseguiu.

“Potencialmente ele poderia ter feito melhor se lhe tivéssemos dado uma ferramenta melhor. O que fizemos com Jorge foi ótimo, mas agora estamos em um caminho diferente e está tudo bem”, finalizou ele.

EB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que contenham ofensas não serão aprovados pelo moderador.