MotoGP – Comentários de sábado – Sachsenring 2018

Marc Márquez

Marc Márquez (Honda), P1: Honestamente, eu realmente não senti que seríamos capazes de conquistar a pole hoje, mas fizemos isso e é fantástico. A equipe planejou a estratégia perfeita, que era tentar usar três pneus, e acho que isso me deu a pole position. Eu sabia que as duas Ducatis eram muito rápidas em pneus novos, mas já durante a minha segunda corrida, eu entendi que eu seria capaz de empurrar mais na minha última saída, na opção de pneu duro, que era com que eu estava me sentindo melhor. Eu fiz isso, mas também cometi alguns erros, um na curva três onde quase caí! De qualquer forma, continuei empurrando e empurrando na minha última volta e, finalmente, 25 milésimos de segundo me deram a pole. Sinto muito por Danilo (Petrucci), mas estamos na frente e é isso que conta. Com relação a amanhã, acho que teremos duas corridas – quero dizer, as primeiras 15 voltas e as 15 voltas finais. Na primeira, todos serão rápidos, mas na segunda os pneus cairão, e esse momento será chave. Trabalhamos muito para tentar manter o ritmo dos pneus usados, mas é difícil e também será difícil amanhã.

Danilo Petrucci (Pramac Ducati), P2: Tem sido um bom fim de semana e desde ontem terminei todas as sessões em segundo. Eu estava tendo um pouco mais de dificuldade na classificação, mas no TL4 estávamos bem. Eu tive que ser inteligente e usar o Jorge como alvo naquela volta, o que me ajudou muito. Mas acho que a posição inicial será importante amanhã. Nosso alvo foram as duas primeiras filas porque a corrida será difícil e o consumo de pneus será muito alto. Para mim, é um pouco mais difícil por causa do meu peso, mas atingi o objetivo hoje. Estamos trabalhando muito em eletrônica para tornar a moto mais suave, porque aqui só temos duas ou três áreas de frenagem e não muita aceleração, temos de estar muito soltos na pista. Meu medo é que eu não sei o que esperar no segundo tempo, temos sido bons com pneus usados, mas não sabemos sobre os outros e acho que muitos pilotos não sabem. Vamos ver, seria bom manter a calma nas primeiras voltas e começar a partir da primeira fila é útil.

Jorge Lorenzo (Ducati), P3: Em geral estou muito feliz com a posição e velocidade, porque se alguém me dissesse que eu faria 1min20s3 com a Ducati em Sachsenring, seria difícil acreditar. Mas nós fizemos isso e outras Ducatis são competitivas também. Acho que fizemos um bom trabalho nos boxes para melhorar a moto e tenho mais algumas ideias para o Warm Up e, se funcionar, posso melhorar um pouco para a corrida. É uma pena perder alguns décimos com um erro que cometi na aceleração final que poderia ter me dado a pole, mas ok, o terceiro lugar é bom, temos bom ritmo e esperamos uma boa corrida. Eu estive muito perto de ganhar aqui. Em 2009 e 2011 eu estava perto, mas por alguma razão eu não consegui vencer. Não é um dos meus locais favoritos ou onde posso fazer a diferença – e é o oposto de Marc! Mas eu acho que estamos perto e estou melhor aqui do que em outros anos, a Ducati é competitiva… a vitória não é impossível, o pódio é bem possível e vamos lutar por isso.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.