MotoGP – Comentários de domingo – Barcelona 2018

Valentino Rossi

Jorge Lorenzo (Ducati), P1: Dois meses atrás, parecia inacreditável, não, impossível (vencer dois GPs). E agora está feito. Nós humanos nos acostumamos muito facilmente com as coisas boas. Isso não é muito bom porque você precisa aproveitar muito essas emoções, mas não posso dizer que não esteja realmente feliz em ganhar duas vitórias consecutivas com a Ducati. Bem, é apenas a natureza humana, não? Acreditamos no presente e quando o presente é ruim, falamos cedo demais, não? Precisamos ter mais memória e entender o que fiz durante todos esses anos no campeonato mundial. 16 anos no campeonato mundial e sempre voltei. Espero que da próxima vez que eu passar por um momento ruim, eles (críticos) se lembrem desta vez.

Marc Márquez (Honda), P2: Hoje foi uma corrida em que tivemos que gerenciar da melhor forma possível e tentei ser inteligente. É claro que nas primeiras voltas eu me esforcei muito porque era importante seguir Jorge e abrir uma brecha para os demais. Quando construímos uma vantagem confortável, apenas segui o ritmo. Eu até diminuí um pouco na parte final da corrida, já que era impossível pegar o Lorenzo. Eu vi muitos acidentes, o que me fez pensar mais do que em outras corridas. Às vezes, a escolha de pneus que você faz não resulta no sentimento exato que você esperava, mas acho que o segundo lugar é muito bom para o Campeonato, porque chegamos aqui com 23 pontos e vamos para Assen com 27. É hora de entender como está a situação e tentar gerenciá-la da melhor maneira possível. Cometemos um erro em Mugello e isso me fez pensar muito. É claro que, quando você não ganha há a sensação de estar perdendo alguma coisa, mas resta um pódio, um bom resultado! Talvez outras corridas desafiadoras cheguem, mas a coisa boa para nós é que até agora em todas as corridas estamos em boa forma.

Valentino Rossi (Yamaha), P3: Ontem, depois das sessões de treinos, vi que meus rivais estavam um pouco mais rápidos do que eu. Eu estava muito perto do segundo grupo, mas esta manhã melhoramos as configurações com a minha equipe, junto com Silvano, e então eu estive melhor nas curvas e pude ir um pouco mais rápido. Depois disso eu não estava muito longe, mas infelizmente não estava perto o suficiente. Mais tarde Dovi cometeu um erro e eu cheguei no pódio. Estou feliz porque no ano passado, nesta pista, nós lutamos muito – foi um desastre – enquanto este ano consegui manter o ritmo até a última volta, no bom sentido, também são pontos importantes para o campeonato, porque ganhei uma pequena vantagem para defender o segundo lugar e temos que continuar assim.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.