Liberty Media não vai mexer na Fórmula 1 para tornar o show mais emocionante, diz Carey

Largada da Fórmula 1

Os detentores de direitos comerciais da Fórmula 1, a Liberty Media, não vão recorrer a truques para tornar o show mais divertido, disse o CEO da categoria, Chase Carey.

É sabido que a Liberty considera mudanças no formato de fim de semana de corrida para temporadas futuras. Embora seja esperado que isso envolva a redução da quantidade de treinos para condensar o fim de semana em menos dias, alguns na F1 também sugeriram encurtar as corridas de F1 de seu padrão atual de duas horas/305 quilômetros.

No entanto, Carey não está convencido da necessidade de reduzir distâncias de corrida.

“Talvez eu seja americano demais, não acho que a corrida seja longa”, disse ele. “Toda categoria que eu sigo na América é muito mais longa que nossas corridas”.

Carey disse que a Liberty resistirá à tentação de usar “truques” para atrair mais interesse pela F1.

“Acho que queremos ter certeza de que estamos sempre procurando maneiras de melhorar a experiência dos fãs, mas respeitando a história da categoria e o que torna excelente. Nós não vamos mexer na categoria”.

“É um esporte maravilhoso, é uma categoria com uma ótima história, ótimos fãs. Você tem que respeitar isso, mas estar aberto a maneiras pelas quais podemos continuar a criar energia e criar entusiasmo sobre isso. E você quer fazer isso com cuidado quando você tem uma categoria que tem tantos fãs e uma história tão grande quanto a nossa”.

“Mas eu não acho que há uma meta específica para dizer corridas curtas ou o que, eu acho que existem outras maneiras de energizar e excitar”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.